Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

No Rio de Janeiro uma rua da cerveja para festejar

No Rio de Janeiro uma rua da cerveja para festejar
[foto] - Rua da Carioca e o casario antigo. Foto INEPAC
29-03-2024 12:49:22 (280 acessos)
Comemorações especiais, festas e desenvolvimento da indústria do turismo. A isto é o que vai se dedicar o espaço "Rua da Cerveja" que a Prefeitura está preparando no Rio de Janeiro. Fica na Rua da Carioca nº 74, Centro, num ambiente que é histórico e atestado da existência da própria "Cidade Maravilhosa." Ideia não vai servir de refúgio para os beberrões desenfreados, mas estimular a produção de cervejas artesanais como uma atração a mais na cidade.

 


Tão atrativo esse espaço, que já tem até os primeiros empreendedores. Participaram de um ato chamado "Termo de Adesão dos primeiros participantes da Rua da Cerveja." Trata-se de um projeto que pretende "revitalizar" a tradicional via.

Tão significativo que estiveram participando o prefeito Eduardo Paes, o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico, Chicão Bulhões, o presidente da Companhia Carioca de Investimentos (CCPar), Gustavo Guerrante, e a presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), Laura Di Blasi.

INEPAC – Instituto Estadual do Patrimônio Cultural
Localização: Rua da Carioca – Centro – Rio de Janeiro – RJ
Processo de Tombamento: E-03/37.709/82
Tombamento Provisório: 04/07/1983
Tombamento Definitivo: 26/08/1985

Descrição da história 

A história da rua da Carioca remonta ao ano de 1697, quando era um caminho ao pé do morro de Santo Antônio, que atravessava o “areal”. As casas ficavam do lado direito (lado par), de frente para a cerca do convento. Em 1741, o convento cedeu uma faixa de terra do morro para a Ordem Terceira construir seu hospital, na esquina do largo da Carioca.

As primeiras casas junto do morro foram construídas por um índio apelidado “piolho”, que deu o primeiro nome à rua. Em 1848, recebeu a atual denominação porque ficava no caminho para o Chafariz da Carioca.

Nas reformas de Pereira Passos, no início do século XX, o Hospital da Ordem Terceira foi demolido para alargar a rua. Esse fato marcou sua nova fisionomia. Do lado ímpar há um conjunto de edifícios neoclássicos do tempo do segundo reinado e, do lado par, de arquitetura eclética.

Destacam-se a belíssima estrutura art nouveau do Cinema Íris, o Cinema Ideal – com sua cúpula metálica, que se abria mecanicamente durante as sessões – e o Bar Luiz, restaurante centenário de grande tradição na vida carioca.

 

 

Fonte: INEPAC e Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

fJHh7