Lesões Repetitivas, Tome Cuidados
05-12-2013 21:09:39 (1684 acessos)

Trabalhadores na maioria são inconscientes da gravidade do problema das lesões por esforços repetitivos (LER). Veja como se prevenir. Prevenir as lesões por esforços repetitivos, é assegurar-se de uma velhice com qualidade de vida. Qualquer pessoa, mesmo não sendo trabalhador da indústria ou comércio, está sujeita a esses males. As medidas mais importantes a se adotar para evitar as LER, são estas: 1) aconselhamento fisioterápico ou médico, antes mesmo de começar qualquer atividade de trabalho. 2) aprendizado de exercícios que ajudam a restaurar a estrutura muscular a ser submetida à repetição constante numa atividade específica. 3) executar exercícios de alongamento e relaxamento capazes de prevenir a doença. Isso deve ser feito antes, durante e depois da jornada. 4) interromper o trabalho uma vez a cada 50 minutos e praticar os exercícios durante pelo menos 10 minutos. 5) conservar o ambiente com mobiliário adequado para o trabalho a ser realizado, ou seja, dentro das normas positivas de ergonomia. 6) todo o ambiente de trabalho precisa ser estruturado de maneira a preservar a boa saúde do trabalhador. 7) elaborar exames anuais de avaliação, mesmo que não esteja sentindo sintomas. Se você já é um portador de LER, procure os cuidados do fisioterapeuta e do médico especializado. Entre os sintomas comuns dessa doença que afeta mais jornalistas, digitadores e músicos, estão: dormência nos dedos, braçoes ou pernas (dependendo do membro que mais foi usado na repetição); uma espécie de formigamento nas regiões afetadas; redução da força muscular (que pode ser testada com a simples tentativa de levantar qualquer peso); inflamações musculares nas partes atingidas pela repetição excessiva e dores. Uma lembrança: a legislação trabalhista em vários países do mundo, já realiza exames no trabalhador, antes e depois do emprego. Também são exigidas anualmente as observações médicas. Porém há muita cena e quando o funcionário não tem consciência, acaba escondendo os sintomas. Há temor de ser demitido ou mesmo de ficar pendurado como inválido na previdência social! Não faça assim. Exercite os próprios direitos de um ser humano: viver uma vida saudável. Quer falar a respeito? .

 

 Não há Comentários para esta dica

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

rcn8z