Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Agrotóxicos estão matando abelhas e levam risco à polinização

Agrotóxicos estão matando abelhas e levam risco à polinização
[foto] - Abelhas em risco de extinção, envenenadas por agrotóxicos. Agência Brasília, André Borges
23-11-2023 20:56:57 (292 acessos)
Espécies decisivas no processo de polinização e por isso mesmo à produção agrícola, as abelhas estão sofrendo extinção por causa do excesso de agrotóxicos aplicados na agricultura. E o desafio é mais intenso, porque já não adianta mais levar os caixões de colmeias para maiores distâncias; lá mesmo estão morrendo. Esse foi um assunto discutido entre os parlamentares em Brasília, a pedido do Padre João que é deputado e apicultor.

 


Lembra então que há "estudos demostrado a importância das abelhas na manutenção da cobertura vegetal na terra, na propagação da biodiversidade e na preservação da natureza."

Esclareceu que muitos desses estudos "já foram publicados sobre os efeitos de pesticidas em abelhas, geralmente com resultados adversos. A imprensa e as revistas científicas vêm registrando que a diminuição de abelhas está acontecendo pelo uso indiscriminado de agrotóxicos, principalmente pelo uso de determinados princípios ativos."

No Rio Grande do Sul, "período entre janeiro e abril de 2021, em 77% das amostras de colmeias com mortalidade de abelhas no estado, havia a presença de fipronil, inseticida de amplo espectro utilizado em várias culturas."

Recorda que, em 2019, cerca de 50 milhões de abelhas morreram em menos de um mês, em Santa Catarina. "Testes custeados pelo Ministério Público estadual indicavam que os agentes causadores eram agrotóxicos usados em propriedades vizinhas aos apiários."

Dos debates deve sair sugestão para uma legislação que permita ao poder público, atuar em defesa das abelhas. 

 

 

Fonte: Agência Câmara de Notícias
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

6nbkZ