Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Obras da ponte Brasil-Bolívia chama empresas interessadas

Obras da ponte Brasil-Bolívia chama empresas interessadas
14-11-2023 22:25:05 (309 acessos)
Já pode se habilitar a empresa que estiver interessada em construir a ponte que vai ligar o Brasil à Bolívia, no Estado de Rondônia. Edital foi assinado (231114) pelo ministro dos Transportes, Renan Filho e já é previsto que o vencedor da concorrência seja conhecido em 28 de dezembro de 2023. Com vão central estaiado para facilitar a navegação, sobre o rio Mamoré, a ligação terá 1,22 quilômetros (km) de extensão ligando o município de Guajará-Mirim a Guayaramerin, no Departamento de Beni.

 


Um complexo de fronteira, com 9.282 metros quadrados (m²), e mais 3,7 km de pistas de acessos no lado brasileiro, são construções previstas com estrutura semelhante do lado boliviano. O prazo para execução da obra é de aproximadamente 3 anos e deve gerar até 4,3 mil empregos diretos e indiretos na região.

Mamoré é um rio de origem na região da Cordilheira dos Andes que faz parte da bacia do Amazonas, sendo parte da fronteira entre Brasil e Bolívia na Região Norte.

Governos de Brasil e Bolívia programam a construção desde 2007, mas nunca saiu do papel. Em setembro de 2023, o presidente Inácio Lula e o presidente da Bolívia, Luis Arce, conversaram sobre a retomada do projeto, uma prioridade da agenda bilateral.

Conforme o projeto aprovado pela Comissão Binacional Brasil-Bolívia, o custo estimado da obra é de R$ 429,5 milhões e a licitação será por meio de Regime Integrado Diferenciado de Contratação (RIDC). Nesta modalidade, de acordo com o Ministério dos Transportes, a mesma empresa responsável pela elaboração dos projetos básico e executivo executará as obras previstas.

“Caberá ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) fiscalizar a elaboração do projeto e a execução do empreendimento. O governo brasileiro poderá adotar modificações apresentadas pela Bolívia durante a fase de elaboração do projeto e ambas as partes deverão participar da supervisão dos trabalhos até sua conclusão.” É o que informa o Ministério.

 

 

Fonte: Agência Brasil
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

xH7Te