Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Congresso Nacional decide sobre lei civil, Inteligência Artificial e impostos

Congresso Nacional decide sobre lei civil, Inteligência Artificial e impostos
[foto] - Congresso Nacional tem muitas decisões em 2024. Foto AgBr, Marcello Casal Jr
05-02-2024 21:43:46 (145 acessos)
Regulamento sobre a reforma tributária, inteligência artificial (IA), reoneração da folha de pagamentos para 17 setores mais produtivos do Brasil, reforma das leis civis, legislação de aperfeiçoamento à ecologia abrigando o mercado de carbono e o desenvolvimento do hidrogênio verde. Estes são alguns dos assuntos que os parlamentares, deputados e senadores, devem dedicar atenção e decidir. Apesar das leis civis serem consideradas prioridade, é a definição de quanto e quem vai pagar imposto.

 


Entre os projetos que devem ser discutidos em 2024 no Congresso Nacional, destacam-se as medidas de regulamentação da reforma tributária aprovada em 2023. Isso porque a Emenda Constitucional 132, que instituiu a reforma tributária, ainda precisa de regulamentação via leis complementares para as principais mudanças começarem a valer.

Projetos devem ser enviados pelo Executivo e vão tratar sobre a forma de cobrança do Imposto sobre Bens e Serviços (IBS) e da Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS); o funcionamento do comitê gestor dos recursos do IBS; a compensação de eventuais perdas de receita para estados, Distrito Federal e municípios; e sobre os regimes diferenciados e reembolsos de créditos previstos na reforma.

Estarão em destaque nos debates, a reoneração da folha de pagamento de 17 setores da economia, instituída pela Medida Provisória (MP) 1.202, e os vetos presidenciais ao orçamento, que cortaram R$ 5,6 bilhões de emendas parlamentares.

Também devem entrar na pauta de votações a reforma do Código Civil, a regulação da Inteligência Artificial (IA), a chamada minirreforma eleitoral e medidas para a transição ecológica, como o projeto para o mercado regulado de carbono e a regulação do mercado do hidrogênio verde.

A reforma tributária sobre a renda prometida pelo governo também pode ser discutida. Além disso, a Câmara e o Senado devem analisar 20 Medidas Provisórias (MP) já editadas pelo Executivo.  

Por ser ano eleitoral, existe a expectativa de que temas importantes se concentrem no primeiro semestre do ano, já que o segundo semestre será marcado pelas eleições de prefeitos e vereadores, o que costuma reduzir o nível de votações na Câmara e no Senado. 

Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Congresso Nacional, afirmou que vai priorizar em 2024, a alteração do Código Civil. No ano passado, o Senado instalou uma comissão de juristas para sugerir mudanças na legislação em vigor. A expectativa é que o anteprojeto seja entregue aos parlamentares em abril.

IA e Fake News

Outro tema prioritário para Pacheco e para o governo é a regulação do uso da inteligência artificial. A medida aguarda relatório do senador Eduardo Gomes (PL-TO) na Comissão na Comissão Temporária sobre Inteligência Artificial (CTIA). Na semana passada, a União Europeia deu aval as primeiras regras do mundo para inteligência artificial.

Ganha atenção do governo federal e de parlamentares, é o projeto de lei 2630, chamado de “PL das Fakes News”, que prevê regular as redes sociais para combater a desinformação. Um texto sobre o tema chegou a tramitar no ano passado, mas teve a votação suspensa após pressão das empresas de tecnologia.

 

 

Fonte: Agências Câmara e Senado
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

cISZx