Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

CBF vai punir também os clubes em casos de racismo

CBF vai punir também os clubes em casos de racismo
[foto] - CBF decidiu punir o racismo já na Copa do Brasil. Foto CBF, Rafael Ribeiro
15-02-2023 11:40:31 (371 acessos)
Punições para os clubes entre as quais perda de pontos em competições, denúncia ao Ministério Público para atuar na justiça penal e civil, muitos reflexos negativos. São decisões (230214) contra o racismo, adotadas pelo Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) integradas no Regulamento Geral de Competições de 2023. Essas medidas já começam valer quando for aberta a Copa do Brasil, no dia 22 de fevereiro de 2022 e em todas as competições organizadas pela confederação.

 


“A luta contra o racismo tem pressa. Medidas vêm sendo discutidas há séculos e nunca colocadas em prática. A CBF está fazendo a sua parte. Decidimos avançar ainda mais nas punições e podemos tirar até um ponto de um clube em uma das nossas competições.” CBF optou pela nova determinação, se antecipando a possíveis hesitações dos clubes com relação às punições. Essa declaração do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, ilustra bem o grau de seriedade contra atitudes segregacionistas nos campos de jogo.

No texto publicado a CBF diz que “considera-se de extrema gravidade a infração de cunho discriminatório praticada por dirigentes, representantes e profissionais dos clubes, atletas, técnicos, membros de Comissão Técnica, torcedores e equipes de arbitragem em competições coordenadas pela CBF”.

Está no artigo 134 do Regulamento Geral de Competições, que a punição será imposta administrativamente pela Confederação, encaminhado-se o caso ao STJD, que julgará sobre a aplicação da perda de pontos ao clube infrator.

“Além das sanções esportivas, todo e qualquer ato de racismo ou qualquer discriminação, a súmula da partida também será encaminhada ao Ministério Público e à Polícia Civil para que o processo não morra apenas na esfera esportiva. E que os infratores também sejam punidos pela lei”, completou o presidente da CBF.

No dia 11 de janeiro, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, sancionou uma lei que equipara o crime de injúria racial ao racismo, que é inafiançável e imprescritível. O texto prevê também um aumento da pena para os delitos praticados em eventos esportivos e culturais no país.

 

 

Fonte: CBF e Agência Brasil
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

xs3Hp