Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Para se livrar dos telefonemas indevidos, veja como fazer o bloqueio

 

14-01-2022 21:00:38 (53 acessos)
Bloqueio de telefonemas invasivos da privacidade, sobretudo praticados por empresas de telemarketing, avança rapidamente. Com as medidas de proteção incentivadas pelo Governo através do sistema de defesa do consumidor, acaba a perturbação indevida, que não respeita as leis. Perla indicação da Conexis Brasil Digital que associa organizações de telecomunicações e de conectividade, já são0 9,55 milhões os brasileiros qu7e pediram bloqueio de ligações indicações.

Se você ainda sofre com essa incômoda chegada telefônica, não exite e faça o bloqueio pela plataforma Não Me Perturbe. É o recurso criado para impedir as chamadas de telemarketing, empresas de telecom e de oferta de crédito consignado.

Quem quiser bloquear números de celular e fixo, deve fazer o cadastro diretamente no site ou por meio dos Procons em todo o País. O bloqueio ocorre em até 30 dias após o cadastro.

Após a implementação da plataforma, foi verificada uma queda de 20% nas reclamações de usuários de serviços de telecomunicações.

Contudo os responsáveis pelo sistema, observam que o recurso não bloqueia ligações, por exemplo, de planos de saúde ou de redes varejistas.

Conexis explica que maior parte dos números bloqueados está no estado de São Paulo, com 4,594 milhões de números registrados. São Paulo também concentra a maior base de clientes do País, com 71,8 milhões de celulares e 10,7 milhões telefones fixos.

Em segundo lugar no ranking de telefones bloqueados está Minas Gerais, com 856 mil números, seguido do Paraná com 844 mil e do Rio de Janeiro com 587 mil registros. O Distrito Federal tem a maior proporção de telefones cadastrados na plataforma: são 297 mil números, o que representa 5,8% da base de telefones fixos e móveis do DF.

A plataforma Não Me Perturbe, em operação desde julho de 2019, faz parte das medidas de autorregulação do setor para melhorar a relação com os consumidores. De 2019 a 2021, o número de cadastrados chegou a quase 10 milhões. Apenas durante o ano de 2021 foram cadastrados mais de 2 milhões de números.

 

Fonte: Agência Brasil
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

FNrhe