Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

China está em Marte à procura de água e gelo

 

China esta em Marte com a sonda Tianwen-1. Primeiras imagens mostram o solo pedregoso. Foto CNSA.
11-06-2021 12:29:19 (102 acessos)
"A superfície próxima é relativamente plana, com pedras lisas, de cores claras e de diferentes tamanhos, espalhadas e semienterradas. Há um buraco no fundo com pedras mais escuras e angulares na margem". São dados da Agência Espacial sobre a sonda Tianwen-1 que desceu na parte sul da Utopia Planitia, extremo norte do Planeta Marte. Procura evidências da existência de água ou gelo no planeta. Faz pesquisas sobre a composição material da superfície ou as características do clima.

Pela primeira vez a China coloca uma atividade exploratória no Planeta Marte, através da sonda Tianwen-1. Mas o que comemoram é o feito de tecnologia não só pela longa viagem exitosa, mas porque associou numa só etapa, o difícil momento da entrada em órbita e a descida.

Para provar o feito, a Agência chinesa publicou uma imagem panorâmica de 360 graus e duas fotografias em cores da superfície de Marte e dos dispositivos da sonda Tianwen-1. Instalou na planície o veículo Zhurong(homenagem ao deus do fogo, descrito na mitologia chinesa) com painéis solares e câmeras sofisticadas para exibir detalhes. Contudo o primeiro ato quando a nave desceu em solo marciano, dia 15 de maio de 2021 (após um ano de viagem) foi implantar no local a bandeira vermelha da China.

Com as primeiras tomadas do ambiente, os cientistas em Terra descrevem que tudo tem sido satisfatóriro, inclusive como previram, o tamanho e abundância das pedras. No final da rampa de descida do veículo espacial, podem ser vistas as marcas deixadas na superfície marciana, que formam um círculo.

Há uma terceira imagem, na qual o Zhurong afastou-se da câmara descartável, que normalmente carrega no porão, e recuou alguns metros. Desta maneria, tanto o veículo quanto a plataforma podem ser vistos mais ao fundo.

"A imagem foi transmitida sem ligação por fio ao veículo, que então a reencaminhou para a Terra por meio do módulo de órbita." É o que descreve a Agência Espacial Chinesa em um documento enviado para os meios de comunicação.

De acordo com a agência chinesa, o módulo de órbita está em boas condições, e o veículo opera na superfície de Marte há 28 dias marcianos.

Primeiro projeto chinês para o espaço começou em dezembro de 2004, com a remessa de uma nave não tripulada para a Lua. Além da viagem orbital, procura trazer de volta à Terra, amostras do solo e do ambiente lunar. Isso estava programado para 2007 e 2020, mas não se tem referências concretas sobre esses feitos.

 

Fonte: CNSA e Agência Brasil
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

BUmQe