Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Chuva de meteoros, observe a partir das constelações

 

Na noite e madrugada, observadores podem ver no ceu a chuva de meteoros e estrelas cadentes
09-08-2020 13:50:08 (528 acessos)
Chuva de meteoros é espetáculo que já está passando, mas ainda há tempo de ver. Para isso basta dirigir-se a uma das constelações mais exibidas no céu; como a Constelação de Peixes (Piscis Austriníadeos); a Constelação de Capricórnio ou Alfa-Capricornídeas, a Constelação de Aquário também conhecida por Delta-Aquarídeas; também as Perseídas, luminosas trajetórias do Cometa Swift Tuttle, que estava abrigado na Constelação de Perseu. Tente e poderá ter uma visão diferente da astronomia.

Astrônomos apelidam esse fenômero de "chuva" porque uma corrente de meteoroides entra junto na atmosfera parecendo pingos de água. São também chamados de "estrelas cadentes", com uma cauda mais extensa. E cada evento desses é reconhecido pela Constelação onde se encontram mais próximos. Graças a isso é possível saber a origemdo "ponto radiante", conforme indicam os profissionais.

Atualmente a "chuva" de

meteoros perde força

mas pode ser observada

com uma boa dedicação.

 

Até o dia 10 de agosto, a partir das 23 horas, o observador deve olhar para a Constelação de Peixes (Piscis Austriníadeos). Desse ponto deve surgir um agrupamento de feixes luminosos que em velocidade extrema atravessam o céu.

Na Constelação de Capricórnio ou Alfa-Capricornídeas, os meteoros irão aparecer até o dia 15 de agosto durante a noite. Analistas afirmam que esses pontos luminosos estão surgindo a partir de um Cometa que já terá cumprido a missão no firmamento e está se desintegrando.

Na Constelação de Aquário também conhecida por Delta-Aquarídeas, pelos cientistas, edncontra-se em processo de decomposição um cometa. É daí que estão surgindo os meteoros que os interessados da Terra, podem olhar até o dia 23 de agosto.

Perseídas são a luminosas trajetórias do Cometa Swift Tuttle, que estava abrigado na Constelação de Perseu. Podem ser observadas até o dia 24 de agosto, mas viverão o ponto mais impressionante na semana de 9 a 16 de agosto. Infelizmente para os brasileiros e sulamericanos, não poderão ser vistas a olho nu porque acontecem entre 10 e 13 horas.

 

Fonte: Organização Meteorológica Mundial
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

B3JeM