Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Orquestra Jovem Concertante faz apresentações gratuitas. Bom programa de domingo.

Orquestra Jovem Concertante faz apresentações gratuitas. Bom programa de domingo.
[foto] - Orquestra Jovem Concertante. Foto AJC
08-06-2024 13:02:26 (333 acessos)
Sala São Paulo, em São Paulo, às 11 horas de domingo, dia 9 de junho; Rio de Janeiro, dia 11 de junho às 19 horas, na Sala Cecília Meireles e dia 13 de junho, às 19 horas, no Theatro Municipal de São João del Rei, cidade histórica ao sul de Minas Gerais. São oportunidades que os brasileiros e visitantes do País terão, para assistir a Orquestra Jovem Concertante, grupo musical que reúne valores a caminho do sucesso e já foi visto por mais de 100 mil pessoas em jornadas de concertos.

 


Concertos Orquestra Jovem Concertante:

 

Espírito Santo do Pinhal – SP

Data: 08/06

Horário: 18h

Local: Theatro Avenida

Endereço: Av. Oliveira Mota, 50 - Centro, Espírito Santo do Pinhal.

Ingressos gratuitos

Retirada através do link:

https://theatroavenida.byinti.com/#/event/academia-jovem-concertante

 

São Paulo – SP

Data: 09/06

Horário: 11h

Local: Sala São Paulo

Programação Matinais

Endereço: Praça Júlio Prestes, 16 – Campos Elíseos, São Paulo.

Ingressos gratuitos

Obs.: Disponibilizados uma semana antes, dentro do site da Sala São Paulo, como ocorre com todos os Matinais.

 

Rio de Janeiro – RJ

Data: 11/06

Horário: 19h

Local: Sala Cecília Meireles Endereço: R. da Lapa, 47 – Lapa, Rio de Janeiro.

Ingressos: R$40 inteira / R$20 meia entrada

Link: 

https://funarj.eleventickets.com/#!/apresentacao/e1b0d11f32cb862799e1e0c210150b10069abdf2

 

São João del Rei – MG

Data: 13/06

Horário: 19h

Local: Theatro Municipal de São João del Rei

Endereço: R. José Gomide, S/N – Centro, São João del Rei – MG

Ingressos gratuitos

Retirada através do link:

https://www.sympla.com.br/evento/academia-jovem-concertante/2462682

 

 

Academia estimula jovens

"Projeto gratuito de qualificação de jovens artistas da música sinfônica vence barreiras e celebra a 25ª edição com um público de mais de 100 mil pessoas." Assim a Academia Jovem Concertante se autodefine, num trabalho estimulante de valores artísticos; trabalho de difusão da música clássica e a proposta de "abrir as portas do mercado para jovens artistas."

Para assistir esses concertos, os interessados pagam preços que variam de R$ 20 a R$ 40 no caso do Rio de Janeiro. Mas entradas serão gratuitas, nos demais eventos programados para São Paulo e Minas Gerais. 

Academia Jovem Concertante (AJC), já está com 12 anos de história e completa 25ª rdição como "única Orquestra Itinerante Brasileira, profissionalizando músicos de norte a sul do País. É com o apoio da AJC que milhares de jovens artistas da música clássica têm a oportunidade de se apresentar pela primeira vez em grandes palcos, experiência fundamental para que estes músicos venham a integrar orquestras nacionais e até mesmo internacionais."

Idealizada pela pianista mineira Simone Leitão, a Academia Concertante busca preencher lacuna entre a formação clássica e a profissão de músico de orquestra. A Orquestra-Academia já recebeu mais de 1000 músicos nestes 12 anos e funciona como um laboratório de treinamento de alta performance da música sinfônica, lapidando o talento destes jovens.

Valores revelados

Violinista Thierry de Lucas Neves, nascido em Goiânia (que foi Spalla na Concertante) é um dos nomes que passaram pela AJC e hoje está no cenário internacional da música. Aos 21 anos, foi selecionado para fazer parte de Manhattan School of Music, em Nova York, onde vive desde 2017 e atua nessa que é uma das melhores escolas de música do mundo. Hoje, Thierry está brilhando na Sphinx Symphony Orchestra e se tornou inspiração para jovens músicos. Conterrânea de Thierry, a violinista Michelle Guedes Lisboa, de 19 anos, de Jaraguá, no interior de Goiás, é uma das participantes desta edição da Concertante e sonha em trilhar os caminhos do artista.

"É uma experiência rica pois estes jovens vão amadurecendo profissionalmente e trocando experiências. Os participantes também contam com todo o suporte técnico para que estejam preparados para encarar novos desafios profissionais. Muitas vezes é o pontapé que faltava para suas carreiras avançarem. Vemos ex-alunos nossos que hoje estão empregados em grandes orquestras do Brasil e também no exterior." Palavras da pianista Simone Leitão.

As apresentações também são uma oportunidade para estes artistas ganharem visibilidade. Mais de 100 mil pessoas já assistiram a 200 concertos da Academia Jovem Concertante, que passou por 15 estados do Brasil. Os músicos recebem bolsas para participarem da imersão e apresentações. Todas as despesas são pagas pelo projeto.

Pela música clássica

Uma das estratégias da Academia Jovem Concertante (AJC) é levar a música clássica a diferentes regiões do Brasil e a populações carentes ou distantes das capitais. Pra isso, a turnê se apresenta em Salas prestigiadas e também em pequenas cidades do interior, que estão fora do circuito sinfônico. Todos os anos, o projeto percorre pelo menos três regiões do País.

Paralelamente, o grupo realiza os "Concertos Didáticos", que são apresentações exclusivas a alunos das redes públicas de Educação. Veja como a Pianista explica o trabalho da Academia:  "O objetivo é mostrar aos jovens da periferia e do interior do Brasil, como a música clássica pode ser apaixonante. Nestas apresentações didáticas, os músicos também contam a sua trajetória, como chegaram até ali, inspirando as crianças, e mostrando que elas podem seguir a carreira de músico de orquestra." 

Para os concertos deste mês de junho, foram selecionados 45 jovens, entre 18 e 29 anos, de 11 estados brasileiros (Bahia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Pará, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso e Rio Grande do Norte), além de uma jovem venezuelana, que vive em Roraima.

A Orquestra da Academia Jovem Concertante (AJC) tem um repertório encantador e apaixonante preparado para estas exibições de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Sob a regência do maestro Daniel Guedes, vai mostrar a Sinfonia nº 2 em Ré Maior do alemão Johannes Brahms, o Concerto para piano e orquestra em Lá menor do norueguês Edvard Grieg - com a pianista e diretora artística Simone Leitão, e a obra "Da Terra" - com a ilustre presença da própria compositora paraense Cibelle Donza. 

 

Trabalho da pianista

A Academia Jovem Concertante é uma das iniciativas da Brasil Classical, criada em 2009 pela pianista Simone Leitão com o objetivo de incentivar e apoiar atividades musicais independentes e a realização de recitais e concertos. A AJC é amparada com recursos da Lei Rouanet, através do patrocínio master da Redecard e da Fazenda Nova Cintra em Espírito Santo do Pinhal.

A pianista mineira Simone Leitão tem destaque internacional e realiza concertos nas Américas, Europa e Ásia. Já esteve quatro vezes no Carnegie Hall, em Nova York. Leitão já foi solista com a Filarmônica de Minas, Miami Symphony, OSB entre outras e gravou para as rádios BBC 3, Danish, Southern California, Classical e MEC. Simone Leitão tem Doutorado em Piano Performance e Musicologia pela University of Miami e Mestrado em Performance pela Norwegian Academy of Music em Oslo, foi aluna de Ivan Davis, discípulo de Horowitz. 

A Academia Jovem Concertante é uma das iniciativas da Brasil Classical, criada em 2009 pela pianista Simone Leitão com o objetivo de incentivar e apoiar atividades musicais independentes e a realização de recitais e concertos. A AJC é realizada por meio da Lei Rouanet do Governo Federal, através do patrocínio master da Redecard e da Fazenda Nova Cintra em Espírito Santo do Pinhal.

Simone Leitão tem destaque internacional e realiza concertos nas Américas, Europa e Ásia. Já esteve quatro vezes no Carnegie Hall, em Nova York. Artista brasileira já foi solista na Filarmônica de Minas, da Miami Symphony, da Orquestra Sinfônica Brasileira entre outras; e, gravou para as rádios BBC 3, Danish, Southern California, Classical e MEC.

Simone Leitão tem Doutorado em Piano Performance e Musicologia pela University of Miami e Mestrado em Performance pela Norwegian Academy of Music em Oslo, foi aluna de Ivan Davis, discípulo de Horowitz. 

 

 

 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

zgsbD