Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Campos de Búzios, Atapu e Tupi os que mais produziram petróleo em agosto

 

29-09-2021 18:25:24 (124 acessos)
Búzios, Atapu e Sul de Tupi, campos que estão produzindo sob o regime de cessão onerosa no pré-sal da Bacia de Santos, foram os maiores produtores de petróleo e gás no Brasil. Búzios, com 669,3 mil boe/d (barris de óleo equivalente por dia) ficou em segundo lugar, atrás apenas do campo de Tupi, que produziu 1,2 milhão de boe/d. Atapu foi o sexto, produzindo 158,1 mil boe/d e Sul de Tupi ficou na 11ª posição, produzindo 69,1 mil boe/d.

Este mês marcou o início da produção de Sépia, também sob o regime de cessão onerosa no pré-sal da Bacia de Santos, registrando 8,6 mil boe/d. Os volumes excedentes de Sépia e Atapu serão ofertados na Segunda Rodada de Licitações dos Volumes Excedentes da Cessão Onerosa (http://rodadas.anp.gov.br/pt/segunda-rodada-licitacoes-volumes-excedentes-cessao-onerosa), prevista para ser realizada em 17 de dezembro deste ano.

Mais informações sobre a produção em agosto estão disponíveis no Boletim Mensal da Produção de Petróleo e Gás Natural do mês de agosto de 2021, publicado hoje (29/9) na página https://www.gov.br/anp/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/boletins-anp/boletim-mensal-da-producao-de-petroleo-e-gas-natural, que traz os dados consolidados da produção nacional. Também estão disponíveis, de forma interativa, nos Painéis Dinâmicos de Produção de Petróleo e Gás Natural (https://www.gov.br/anp/pt-br/assuntos/exploracao-e-producao-de-oleo-e-gas/paineis-dinamicos-de-producao-de-petroleo-e-gas-natural).

Produção nacional   

A produção nacional em agosto totalizou 3,856 MMboe/d (milhões de barris de óleo equivalente por dia), sendo 2,997 MMbbl/d (milhões de barris diários) de petróleo e 137 MMm3/d (milhões de metros cúbicos por dia) de gás natural. Houve redução de 1,6% na produção de petróleo em comparação com o mês anterior e de 2,9% em comparação com agosto de 2020. Já no gás natural houve redução de 1,9% em comparação com o mês anterior e aumento de 2,3% se comparado a agosto de 2020.   

Pré-sal  

A produção do Pré-sal no mês de agosto totalizou 2,764 MMboe/d (milhões de barris de óleo equivalente), sendo 2,193 MMbbl/d (milhões de barris por dia) de petróleo e 90,8 MMm³/d (milhões de metros cúbicos diários) de gás natural. 

Houve redução de 1,5% em relação ao mês anterior e de 0,4% se comparada ao mesmo mês de 2020. A produção do Pré-sal teve origem em 131 poços e correspondeu a 71,7% do total produzido no Brasil.  

Aproveitamento do gás natural   

Em agosto, o aproveitamento de gás natural foi de 97,7%. Foram disponibilizados ao mercado 55,3 MMm³/dia. A queima de gás no mês foi de 3,1 MMm³/d, uma redução de 11,8% se comparada ao mês anterior e de 22,4% se comparada ao mesmo mês em 2020.  

Origem da produção     

Neste mês de agosto, os campos marítimos produziram 97,2% do petróleo e 81,9% do gás natural. Os campos operados pela Petrobras foram responsáveis por 92,5% do petróleo e do gás natural produzidos no Brasil.   

Destaques     

Em agosto, o campo de Tupi, no pré-sal da Bacia de Santos, foi o maior produtor de petróleo e gás natural, registrando 922 Mbbl/d de petróleo e 41,9 MMm3/d de gás natural.   

A plataforma Petrobras 70, produzindo no campo de Atapu por meio de quatro poços a ela interligados, foi a instalação com maior produção de petróleo, com 159.200 bbl/d.  

A instalação Polo Arara, produzindo nos campos de Arara Azul, Carapaúna, Cupiúba, Rio Urucu e Sudoeste Urucu, por meio de 29 poços a ela interligados, foi a instalação com maior produção de gás natural, produzindo 6,800 MMm³/d.   

Estreito, na Bacia Potiguar, teve o maior número de poços produtores terrestres: 992.    

Tupi, na Bacia de Santos, foi o campo marítimo com maior número de poços produtores: 63.   

Campos de acumulações marginais  

Esses campos produziram 366,9 boe/d, sendo 93,3 bbl/d de petróleo e 43,5 Mm³/d de gás natural. O campo de Iraí, operado pela Petroborn, foi o maior produtor, com 267,2 boe/d.   

Outras informações   

No mês de agosto de 2021, 259 áreas concedidas, quatro de cessão onerosa e quatro de partilha, operadas por 36 empresas, foram responsáveis pela produção nacional. Dessas, 57 são marítimas e 210 terrestres, sendo 11 relativas a contratos de áreas contendo acumulações marginais. A produção ocorreu em 6.272 poços, sendo 495 marítimos e 5.777 terrestres.   

O grau API médio do petróleo extraído no Brasil foi de 28,0, sendo 2,3% da produção considerada óleo leve (>=31°API), 91,2% óleo médio (>=22 API e <31 API) e 6,5 % óleo pesado (<22 API).   

As bacias maduras terrestres (campos/testes de longa duração das bacias do Espírito Santo, Potiguar, Recôncavo, Sergipe e Alagoas) produziram 91,897 Mboe/d, sendo 71,2 mil bbl/d de petróleo e 3,3 MMm³/d de gás natural. Desse total, 67,5 mil boe/d foram produzidos pela Petrobras e 24,4 mil boe/d foram produzidos por concessões não operadas pela Petrobras, dos quais: 15.339 boe/d no Rio Grande do Norte, 8.140 boe/d na Bahia, 481 boe/d no Espírito Santo, 235 boe/d em Alagoas e 184 boe/d em Sergipe.   

 

Fonte: ANP - Assessoria de Imprensa
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

w6FXu