Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Brasil reduz 29,9% as importações de petróleo e exporta 16,9% mais

 

Refinarias como de Sao Jose dos Campos garantem maior producao de petroleo ao Brasil. Foto Petrobras
30-06-2021 20:50:01 (154 acessos)
Junto com o crescimento de 5,7% da produção nacional de petróleo, o Brasil está revelando um feito histórico. Conseguiu reduzir as importações em 28,9% com a marca de 135 mil barris por dia. Também conquistou número recordista nas exportações de petróleo, com o maior valor da série: 1,4 milhão de barris por dia, aumento anual de 16,9%. Agência Nacional de Petróleo (ANP) mostrou (210630) o quadro final da produção de petróleo, gás natural e biocombustíveis, em 2020. Ali estão as surpresas.

Sobre a produção brasileira de petróleo, gás natural e biocombustíveis, os interessados podem ver o Anuário Estatístico 2021 — Português (Brasil) (www.gov.br).  

  

Em 2020, a produção nacional de petróleo cresceu 5,7% e atingiu 2,9 milhões de barris/dia.

A elevação foi liderada pela oferta de petróleo do pré-sal, que alcançou a média de 2

milhões de barris por dia no ano, cerca de 69,4% da produção do País. No mesmo

sentido, a produção de gás natural teve acréscimo de 4,3%, 11º ano consecutivo de aumento,

e atingiu 128 milhões de metros cúbicos por dia (m3/dia). No pré-sal, a produção de gás natural

também segue aumentando a participação no total nacional e correspondeu a 65,7% em 2020.  

  

Em função do aumento da produção interna, em 2020, as exportações de petróleo alcançaram o maior valor da série histórica, 1,4 milhão de barris por dia, aumento anual de 16,9%. Já as importações de petróleo, que totalizaram 135 mil barris por dia, caíram 28,9%. ANP vai disponibilizar dia 31 de julho, os dados internacionais de produção de petróleo.

Em 2020, a ANP realizou a sessão pública do 2º Ciclo da Oferta Permanente, que arrecadou R$ 56,7 milhões em bônus de assinatura e gerou previsão de R$ 160 milhões em investimentos exploratórios mínimos.  

No ano, o volume de obrigações da cláusula dos contratos de concessão, partilha e cessão onerosa relativa aos investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) foi de R$ 1,1 bilhão. Já o montante gerado de participações governamentais atingiu R$ 46,7 bilhões em 2020, queda de 7,3% em relação ao ano anterior. 

No setor de abastecimento, a produção nacional de derivados cresceu 3,4% em 2020, atingindo 2 milhões de barris/dia, em torno de 77,2% da capacidade instalada de refino. As vendas de derivados pelas distribuidoras registraram queda de 4,3%, em consequência da pandemia de Covid-19.   

Com relação aos biocombustíveis, a produção de biodiesel foi 9% superior ao ano anterior,

em decorrência, principalmente, do aumento do teor de mistura no óleo diesel (de 11%

para 12%). Já a produção de etanol foi 7,1% inferior ao ano anterior, atingindo 32,8

bilhões de litros. As vendas de etanol hidratado caíram 14,6% em 2020, em decorrência da pandemia.  

 

Fonte: ANP - Assessoria de Imprensa
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

fFL7y