OMS entrega ao Brasil 3.981.600 doses de vacina AstraZeneca

 

Brasil está recebendo 3.981.600 doses do imunizante do sistema global de vacinas cuidado pela OMS
01-05-2021 23:35:59 (48 acessos)
Brasil está recebendo neste final de semana 3.981.600 doses da vacina AstraZeneca, pelo sistema COVAX (COVID-19 Vaccines Global Access, em Português: Acesso Global às Vacinas da COVID-19). No Aeroporto de Guarulhos em São Paulo já chegaram sábado 220.800 doses e, no domingo estão previstos desembarques de 1.735.200 doses no primeiro voo e 2.025.600 no segundo. Esses imunizantes são fabricados pela empresa multinacional Catalent na República da Coreia do Sul.

Vacinas foram adquiridas com recursos do Governo federal, administrados pelo Ministério da Saúde. Lotes que chegam estão sendfo colocados na Coordenação de Armazenagem e Distribuição Logística de Insumos Estratégicos para a Saúde (COADI). Em seguida,  serão distribuídos conforme o Plano Nacional de Vacinação.

Em março de 2021, já haviam sido enviadas 1.022.400 doses dessa vacina ao Brasil, fabricadas pela empresa SK Bioscience, na República da Coreia. Mais vacinas da AstraZeneca/Oxford e da Pfizer/BioNTech estão previstas para chegar ao país ainda no primeiro semestre de 2021.

Mecanismo COVAX é um esforço global da Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias (CEPI), da Aliança Mundial para Vacinas e Imunização (GAVI), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Todos esses envios são feitos pelo Fundo Rotatório da OPAS, responsável pela aquisição via Mecanismo COVAX das vacinas contra a COVID-19 para os países das Américas. As doses foram compradas com recursos do Ministério da Saúde do Brasil.

As vacinas AstraZeneca fabricadas pelas empresas Catalent e SK Bioscience

são da mesma plataforma (tipo) que as produzidas em solo brasileiro pela

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). É um produto seguro e de qualidade,

tendo aprovação para uso emergencial tanto da OMS quanto da

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Desde o início da pandemia, o Sistema ONU no Brasil tem trabalhado com as três esferas de governo, empresas e a sociedade civil para identificar e atender as necessidades da população na resposta à crise sanitária e aos efeitos socioeconômicos.

Em fevereiro de 2020, foi notificado o primeiro caso de COVID-19 no território brasileiro. Até agora o País confirmou 14.659.011 casos e 403.781 mortes em decorrência da infecção pelo SARS-CoV-2, vírus causador dessa doença, segundo dados do Ministério da Saúde do Brasil de 30 de abril de 2021.

Fornecer vacinas para entre 10% e 20% da população de cada país participante ao longo de 2021, é a meta do sistema COVAX. Até que as vacinas alcancem de forma ampla a população, prevenção é a base da resposta à pandemia. Para as autoridades de saúde pública, isso significa continuar a fazer testes de diagnóstico, rastreamento de contatos, isolamento, quarentena assistida e atendimento de qualidade. Para os indivíduos, significa evitar aglomerações, continuar com o distanciamento físico, higienizar as mãos, usar máscaras e manter os ambientes ventilados.

COVAX, OPAS, UNICEF

Sobre o COVAX - O COVAX, pilar de vacinas do acelerador de acesso a ferramentas contra a COVID-19 (ACT), é coliderado pela CEPI; Gavi; e OMS – que trabalham em parceria com o UNICEF, como parceiro chave na execução, bem como com organizações da sociedade civil, fabricantes de vacinas, Banco Mundial e outros. Nas Américas, o Fundo Rotatório da OPAS é o agente de compras reconhecido pelo mecanismo do COVAX para os países da região das Américas.

Sobre a OPAS - A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) trabalha com os países das Américas para melhorar a saúde e a qualidade de vida de suas populações. Fundada em 1902, é a organização internacional de saúde pública mais antiga do mundo. Atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas e é a agência especializada em saúde do sistema interamericano.

Sobre o UNICEF - O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos. 

 

Fonte: OMS
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

a38zm