15/12/2015 (22:45)

Atletas e técnicos pedem fim da corrupção no futebol

Renúncia da diretoria, modificação na estrutura da entidade e do sistema de eleição dos dirigentes, é o que pediram atletas, ex-atletas e técnicos em manifestação (151215) em frente da sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Barra da Tijuca (Rio de Janeiro). Estavam ali os ex-jogadores Raí, Alex e Djalminha e Paulo Autuori, técnico.

 

Manifesto foi lido por Raí, ex-jogador do Corinthians na abertura do evento com a presença de público e 130 integrantes do movimento. Defesa foi para "repensar a estrutura do futebol" e transformar totalmente a CBF para "começar do zero. Disse que o sistema eleitoral da Confederação é viciado. "A gente está vendo o que está nos envergonhando, não só no aspecto de resultados, mas, principalmente, no campo ético e moral".

Alex também falou que as eleições na CBF como são feitas, só visam "perpetuar quem está no poder. Juridicamente pode até existir alguma brecha, mas são brechas bem pequenas. O ideal, não sei se isso vai acontecer, e aí é um sentimento de criancinha, é de que a coisa caminhe por um lado bom. O primeiro passo para se resolver um problema é reconhecer que este problema existe e, ao que parece, a gente não reconhece".
 
Segundo Alex, se a diretoria da CBF não aceitar que existe a necessidade de modificar a estrutura da entidade, a briga será longa e talvez interminável. "Existe a situação de 14 federações se juntarem e tentar a mudança de estatuto, mas passa por uma boa vontade de quem está no comando do futebol neste momento e a consciência de que nós temos problemas estruturais".

O ex-jogador disse ainda sentir tristeza com a atual situação do futebol brasileiro por notar muito sonho deixado de lado e torcedores desacreditados e desanimados com os clubes. "A minha visão para o meu filho de 4 anos, é que ele possa ver um futebol melhor do que eu vejo hoje".

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

9pF3Fp