26/11/2015 (21:25)

Catástrofes geradas pelo clima afetaram 51 milhões no Brasil em 20 anos

Durante os últimos 20 anos, 51 milhões de brasileiros sofreram as agruras provocadas por catástrofes naturais, como deslizamentos, enchentes e tempestades. Mais recentemente vêm ocorrendo as destruições por tornados. São eventos comuns em áreas muito devastadas e de grandes extensões abertas pela agricultura extensiva.

 

Indica o relatório que as perdas econômicas superam US$ 1.891 trilhão de dólares, o equivalente a 71% de todas as perdas atribuídas a acidentes naturais durante os últimos 20 anos. No entanto, como há apenas 35% de registros de perdas econômicas, essa cifra pode ser muito mais elevada. Levando isso em consideração, o UNISDR estipula que os prejuízos causados por desastres naturais se situaria entre 250 e 300 bilhões de dólares todos os anos.

De acordo com levantamento (relatório) publicado agora (151126) pelo Escritório das Nações Unidas para a Redução de Desastres (UNISDR) e o Centro de Pesquisas de Epidemiologia em Desastres (Cred), o Brasil é o único País das Américas que está na lista dos 10 países com maior número de pessoas afetadas por desastres entre os anos de 1995 a 2015.

Países mais afetados

Estados Unidos, China, Índia, Filipinas e Indonésia são os 5 países com maior número de desastres relacionados ao clima desde 1995. Das ocorrências, 90% estão relacionadas ao clima. Em média, 335 desastres naturais foram registrados anualmente entre 2005 e 2014, um aumento de 14% entre o período de 1995 – 2004 e quase o dobro da média de 1985 – 1995.

A diretora da agência da ONU, Margareta Wahlström lembrou da iniciativa do Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres (2015 – 2030), apoiado pela Assembleia Geral da ONU, que determina metas para redução da perda provocada pelas catástrofes naturais. Entre elas estão o índice de mortalidade, números de pessoas afetadas, perdas econômicas e danos causados à infraestrutura, incluindo escolas e hospitais.

“A longo prazo, um acordo em Paris na COP21 sobre redução da emissão de gases estufa fará uma significativa contribuição para reduzir os danos e perdas de desastres que são em parte gerados pelo aquecimento global e aumento do nível do mar”, explicou Wahlström.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

vEvTWD