22/10/2015 (23:21)

Células-tronco podem regenerar articulações prejudicadas pela artrose

Células-tronco podem regenerar as articulações do corpo, como as do joelho, quadril e ombro. É o que está propondo um estudo que vem sendo desenvolvido pelo Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (INTO), do Rio de Janeiro. Para repor os desgastes que se processam entre os ossos, a medida poderá substituir próteses sintéticas.

 

Desgastes da cartilagem que recobre a extremidade dos ossos, são geralmente decorrentes da deterioração provocada pela artrose. A doença afeta mais de 15 milhões de brasileiros e estimativamente 700 milhões de pessoas em todo mundo. Pesquisa foi mostrada a profissionais de saúde que estiveram reunidos no Congresso Mundial de Ortopedia, realizado na China. Eduardo branco, cirurgião ortopedista. utiliz centenas de casos de pacientes do Sistema Unico de Saúde (SUS).

 

Investigação está utilizando um tipo específico de célula-tronco no líquiudo sinovial, as que revestem articulações do corpo como as do joelho, quadril e ombro. Acredita io pesquisador que as articulações do corpo possam se regenerar sem a necessidade de colocação de próteses sintéticas, como ocorre hoje, convencionalmente.

Envelhecimento da população

“Uma característica das células-tronco é que são capazes de formar novas células a partir de uma célula inicial. No caso das células do líquido sinovial, o que verificamos em laboratório é que o maior potencial delas é de formar cartilagens”. Explicação é do médico do INTO, que espera por bvons resultados em 5 anos.

“É um caminho um pouco mais longo até para garantir a segurança do paciente. Um cenário é trabalhar em laboratório, onde consigo manipular essas células em um ambiente totalmente controlado. Quando coloco em um organismo vivo, a resposta é muito mais complexa”.

O pesquisador esclarece que o envelhecimento da população brasileira, assim como a mundial, é um dos fatores de risco para o maior desenvolvimento de artroses. Cerca de 20% da população brasileira têm mais de 60 anos. “A gente está vivendo mais, está danificando mais esse tecido das articulações e está a mais tempo exposto ao que faz a nossa articulação degenerar. Isso nos preocupa em saúde pública, tanto na questão da qualidade de vida quando na questão do custo para o SUS”, concluiu.

Fonte: Agência Brasil

 

3 comentários para a notícia

Avatar

Julio Cesar

10/06/2019 às 15:46

Boa Tarde. Qual a previsão de tratamento, da artrose, com células tronco, na rede publica SUS.

Avatar

Julio Cesar

10/06/2019 às 15:44

Boa Tarde. Qual a previsão de tratamento, com células tronco, na rede publica SUS.

Avatar

Sonia Maria Salzano Gentil

11/04/2016 às 17:48

Preciso fazer a regeneração do quadril pois tenho artrose degenerativa , com celulas-tronco mas tenho muito medo.Me dê uma orientação. Tenho 72anos mas fora essa doença estou muito bem,

Comente esta notícia 

 

sWSZCM