20/10/2015 (23:06)

Dirigentes de áreas protegidas querem Amazônia como reguladora do clima

Amazônia como área reguladora do clima global, é o que pediram aos organizadores da COP 21, a Conferência do Clima, em os dirigentes de Sistemas de Áreas Protegidas que abrangem 8 países na região. Documento é uma declaração conjunta para que a Amazônia seja reconhecida como reguladora do clima global e alvo de todos os esforços de preservação.

 

Assinatura dos representantes de todos os 8 países que compõem a Amazônia, tem amparo de embaixadores da União Europeia, dos delegados da Organização do Tratado de Cooperação da Amazônia e instituições ambientais. Reunião foi em Bogotá, na Colômbia, justamnente para tratar de temas que serão colocados na gfrande Conferência, em Paris, no mês de dezembro. Objetivo é um acordo histórico para redução a menos de 2 graus cenígrados (2º C), o aquecimento global.

Mais de 170 milhões de hectares da Amazônia são de áreas protegidas. As 420 etnias indígenas somam 33 milhões de pessoas que dependem diretamente das reservas de água e de comida providas pelo ambiente natural da região.

A declaração visa destacar o papel que as áreas protegidas da Amazônia exercem na regulação do clima global e a necessidade de preservar os benefícios e serviços produzidos pela região.

 

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

3q7m2P