17/09/2015 (22:39)

Nadadora denuncia exploração sexual no futebol feminino

"Eu vi meninas [no futebol feminino] sendo exploradas sexualmente por presidentes de clubes de futebol, técnicos e preparadores físicos em troca de uma promessa de indicação para a seleção brasileira, ou por uma promessa de cesta básica". Esta denúncia é da nadadora Rebeca Gusmão, que praticava futebol antes de ser uma campeã nas piscinas.

 

Nadadora fez referência ao tempo em que jogava futebol e dirigiu acusações de exploração sexual por parte dos presidentes de clubes, técnicos e preparadores físicos. Perante autoridades da Secretaria da Mulher e parlamentares, falou com segurança e causou rebuliço. Debates versaram sobre "A exploração sexual de mulheres em grandes eventos esportivos", desenvolvidos a propósito das Olimpíadas no Rio de Janeiro.

Para a deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), coordenadora adjunta da Secretaria da Mulher, o tema pode ser interpretado como pequeno ou irrelevante, mas é de extrema importância para a sociedade. "Esta é mais uma audiência que busca despertar, pedir para que as pessoas façam denúncias quando souberem de uma criança, adolescente ou adulto que esteja sendo vítima de violência e exploração sexual", completou.

Beatriz Cruz, assessora da Secretaria Nacional de Segurança Pública, afirmou que o governo vem trabalhando para combater os crimes contra a mulher: "O Ministério da Justiça tem capacitado os profissionais de segurança pública dos estados, assim como tem feito com os profissionais que atuam nas fronteiras, para atuar no enfrentamento do tráfico de mulheres".

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

Po4M2E