19/08/2015 (23:57)

Brasil pesquisa medidas para reduzir homicídios em 81 municípios

Em 81 municípios onde há maior índice de violência, o Brasil está começando um trabalho de pesquisa que pretende chegar aos motivos de tantos homicídios. A taxa de mortes por assassinato aumentou 130% em 20 anos e chegou ao número recordista de 27 para cada 100 mil habitantes. Nada menos que 600 mil pessoas foram assassinadas no período.

 

De 1980 a 2000, a taxa de homicídios no Brasil aumentou 130%, atingindo o registro de 27 mortes para cada 100 mil habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em números absolutos, isso significa que quase 600 mil pessoas foram assassinadas nesses 20 anos.

Para deter o crescimento dessa estatística, o Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), em parceria com o Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD), anunciou nesta quarta-feira (19) a edição especial do projeto Pensando a Segurança, com foco em homicídios. O objetivo da iniciativa é realizar um diagnóstico para compreender a dinâmica da violência em 81 municípios que apresentam as maiores taxas de homicídio do Brasil.

Para aprofundar a coleta de dados em níveis locais, a SENASP e o PNUD lançaram um edital para seleção de projetos que visem captar dados qualitativos e quantitativos para mapear homicídios dolosos nos municípios. As pesquisas estão divididas em nove grupos de atuação que englobam todos os estados brasileiros e o Distrito Federal. Cada instituição que se inscrever no edital pode apresentar até duas propostas no total, em grupos diferentes.

A analista de programa de governança democrática e segurança cidadã do PNUD, Érica Machado, explica que o objetivo da iniciativa é “ter uma percepção mais qualificada e confiável das causas e fatores de risco referentes aos homicídios, de seus atores e vítimas, além de diversos outros fatores relacionados.”

Acesse o Edital de convocação e seleção de projetos: Pensando a Segurança – Edição especial homicídios.

 

1 comentário para a notícia

Avatar

Rose Messias dos Santos

20/08/2015 às 13:49

Acho que esta ação é bem oportuna, pois estamos todos a mercê da violência. Do jeito que está não dá para continuar.

Comente esta notícia 

 

9VCGRf