12/03/2019 (18:16)

Doença renal sobrecarrega custos em saúde. Prevenção é bem simples.

Manter os rins saudáveis é uma tarefa que está preocupando os governos. Doenças renais foram motivo de encontro de especialistas em Washington e concluíram que é preciso atuar rigorosamente na prevenção. Evitar problemas renais começa pela ingestão abundante de água e dedicação à prevenção de pressão alta, de obesidade e diabetes.

 

Doença Renal Crônica (DRC) é atualmente um reconhecido problema de saúde pública no mundo, com aumento progressivo da carga de doença e custo. Se não evitado ou controlado, esse aumento irá comprometer a qualidade da vida dos portadores e familiares, além de onerar significativamente os custos do sistema de saúde.

A DRC afeta todos os aspectos da saúde das pessoas:

  1. física (aumento da carga de doença cardiovascular, morbidade e mortalidade),
  2. social (baixa qualidade de vida, perdas de produtividade e emprego),
  3. psicológica (pressões familiares e transtornos mentais)

 

A doença renal crônica (DRC) culmina na doença renal crônica terminal (DRCT), um desfecho de saúde grave e de alto custo econômico e social, pois exige terapia renal substitutiva na forma de diálise ou transplante para a manutenção da vida. Em países desenvolvidos, a DRCT é um dos responsáveis pelos custos dos sistemas de saúde, com crescimento anual nos programas de diálise oscilando entre 6% e 12% nas duas últimas décadas, e continuando a crescer, especialmente nos países em desenvolvimento.

 

Para manter os "rins saudáveis" é preciso praticar hábitos saudáveis, ingestão de água, mudança de estilo de vida e autocuidado das doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus e obesidade.

 

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

ufGOyF