24/05/2014 (12:04)

Um milhão já votaram no Estatuto da Família, união entre homem e mulher

Enquete sobre projeto de lei do Estatuto da Família (PL 6583/13) obteve, desde o dia 11 de fevereiro, quando incluída no portal da Câmara dos Deputados, até agora, mais de 1 milhão de votos. Pesquisa questiona se votante concorda com a definição de família, formada pela união entre homem e mulher, prevista no projeto que cria o Estatuto da Família.

 

Por enquanto, 62,83% dos participantes votaram a favor do projeto, 36,8% contra e 0,37% disseram não ter opinião formada.


Diversos deputados, favoráveis e contrários ao projeto, usaram canais como o Twitter para anunciar a enquete e estimular a votação entre seus eleitores. A pesquisa gerou efeito viral nas mídias sociais e soma o maior número de votos em enquetes promovidas pelo Portal da Câmara dos Deputados.


O Estatuto da Família define entidade familiar como o núcleo social formado a partir da união entre um homem e uma mulher, por meio do casamento ou união estável. Também considera família a comunidade formada por qualquer dos pais e descendentes, por exemplo, uma viúva ou viúvo com seus filhos e um divorciado ou mãe solteira com seus dependentes.


Regra



A enquete sobre o Estatuto da Família continua no portal da Câmara. Será encerrada após a votação do projeto ou, automaticamente, depois de 15 dias consecutivos sem que os internautas acessem a pergunta. Essa é a regra prevista para todas as enquetes realizadas pela Casa. Os números gerados na enquete não têm valor científico. O objetivo é promover a interação com os usuários do portal.


A segunda enquete com maior número de participações no portal da Câmara foi sobre a proposta que atribuía exclusivamente às polícias Federal e Civil a competência para a investigação criminal, excluindo o Ministério Público (PEC 37/11) do processo. Essa enquete obteve 230.386 votos em 2013 e foi encerrada após a rejeição da PEC 37/11.

 

1 comentário para a notícia

Avatar

Rose Messias

26/05/2014 às 10:43

Muito importante este Estatuto. Numa sociedade onde tudo pode e tudo passa a ser normal, precisamos defender a Família e estar atentos a tudo o que denigre sua imagem.

Comente esta notícia 

 

TSXdzv