18/04/2014 (19:35)

MBA no Brasil, descontrole, muito gasto e pouco retorno

MBA no Brasil está sob descontrole quanto aos instalados e a qualidade. O que antes significava status e garantia de emprego, nada mais representa na atualidade, seja qual for a instituição que mantenha. São cursos que estão na contramão da economia pessoal e do próprio País.

 

Às autoridades públicas de educação e do consumidor, os MBA vem gerando reclamações intermináveis. Os estudantes sentem-se enganados, porque pagam muito e não desfrutam de retorno. São motivos que levaram o MEC (Ministério da Edeucação e Cultura), a encomendar pesquisa. Interesse é saber quantos são, pois há total descontrole dos existentes; e, que qualidade tem.


Jeitinho brasileiro encarregou-se de implantar o cáos nas chamadas pós-graduação. Primeiro, na origem, para se credenciarum mestrado ou doutorado, era todfo o rigor, até o sim de comissões de alto gabarito. Mas há pouco mais de 10 anos, instalaram-se os cursos de especialaização que depois passaram a se confundir com a pós-graduação verdadeira. Mais tarde, piorou ainda mais com a chegada dos MBA inspirados nos cursos de universidaqdes dos EUA, muito qualificadas e severas. Aí o jeitinho se encarregou de completar o interesse final, que é o comércio, o lucro.


Levantamento da situação, diz oi Ministério. Quer saber as instituições terão que informar quem são os professores, qual é o projeto pedagógico e o método utilizado nos cursos. Essas informações serão colocadas na página do ministério na internet. Conselho Nacional de Educação estuda novas regras para o setor. Pretende realizar avaliações periódicas e definir nota mínima para garantir a continuidade dos cursos, como já acontece com o mestrado, doutorado e também a graduação. Trabalho deve terminar em junho de 2014.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

WhjIK5