05/11/2013 (22:51)

Violência policial mata 5 vezes mais no Brasil que nos EUA

Morreram 1.890 pessoas em confrontos com polícias civis e militares no Brasil em 2012. Número faz média de 5 mortes por dia e representa 2 terços a mais que nos EUA, onde morreram 410 em confrontos policiais. É um dos motivos que levam 70% dos brasileiros a ver nas policiais, verdadeiros inimigos. Governos e comandantes lutam para mudar essa visão.

 

Para Renato Sérgio Lima, um dos coordenadores do Anuário de Segurança Pública, resultado revela “um padrão de atuação das policiais [brasileiras] que se mostra inaceitável”. Despreparo no tratamento dos cidadãos, estupidez nas abordagens, violência com armas e as próprias mãos em nome da lei e do antigo bordão "desacato à autoridade", tornam a ação policial pior do que se fez durante a ditadura militar.


Outro dado revelado pela pesquisa foi que 23 policiais militares foram mortos em 2012 durante o serviço e 22 morreram fora do trabalho. Na Polícia Civil, o balanço foi cinco mortos em serviço e oito fora. “Ou seja: a polícia está matando muito e também morrendo muito. A instituição está falhando, não estamos protegendo o policial e não estamos protegendo a população”, conclui Lima.


Levantamento inédito feito pela Escola de Direito da Fundação Getulio Vargas mostrou ainda a percepção que a população tem a respeito das policias brasileiras. Mais de 70% dos entrevistados ouvidos no primeiro semestre deste ano disseram não confiar na polícia – alta de 14% em relação ao primeiro semestre do ano passado. “O cenário que a gente está traçando é extremamente grave”, declarou Lima.


Nos países desenvolvidos, a percepção mostrou-se diferente: nos Estados Unidos, 88% dos cidadãos confiam na polícia; na Inglaterra o índice de aprovação é 82%.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

bEkPSD