12/05/2013 (10:26)

No Brasil Só 5% Das Fertilizações In Vitro São Gratuitas

Apenas 5% das fertilizações "in vitro" feitas no Brasil, são gratuitas. Atendimento em clínicas particulares pode custar até mais de R$ 20 mil.

 

As novas regras para a reprodução assistida no País atualizam o procedimento do médico, mas não resolvem o gargalo do acesso gratuito a esse tipo de fertilização. É o que diz a especialista em bioética da Universidade de Brasília, Dirce Guilhem. Informa a especialista que poucos hospitais oferecem gratuitamente o método que resolve a dificuldade de muitas mulheres que querem ter filhos.

“A resolução [do Conselho Federal de Medicina-CFM] avança quando coloca, por exemplo, outros atores no contexto, como os casais homoafetivos e mulheres solteiras, mas uma questão persiste: quando fala que todos podem participar, é preciso observar que a maioria das clínicas que fazem a reprodução é privada. Há um numero reduzido no serviço público de saúde”.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida, menos de 5% das fertilizações in vitro são feitas gratuitamente no país. O procedimento que, em clínicas particulares pode custar entre R$ 15 mil e R$ 20 mil, é oferecido gratuitamente em apenas seis hospitais públicos de cinco unidades da Federação: Distrito Federal, São Paulo, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Goiás.

Dirce Guilhem reconhece que a inclusão das normas sobre a doação compartilhada, quando uma mulher que está em tratamento para engravidar doa parte de seus óvulos para uma mulher mais velha, que não produz mais óvulos, em troca do custeio de parte do tratamento, minimiza essa deficiência no atendimento do serviço público de saúde.

“Mas, suaviza muito parcialmente. Não está escrito que as mulheres que vão doar vão fazer isso em clínicas particulares. Quem compartilha o material genético normalmente procura o serviço público e, geralmente, que recebe está no serviço particular”, disse.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

MTZIif