19/04/2013 (19:47)

CNPq Anuncia Novas Bolsas Para Estudos Em Áreas Prioritárias

Engenharia, biomédicas, computação e tecnologia, fármacos e biotecnologia, são áreas consideradas prioritárias pelo CNPq, que terão apoio com bolsas.

 

Glaucius Oliva, presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), anunciou que o programa Ciência sem Fronteira terá uma nova modalidade. Será voltada para a concessão de bolsas de estudo para profissionais de empresas e institutos de pesquisa que atuam em áreas consideradas prioridade: engenharia, biomédicas, computação e tecnologia, fármacos e biotecnologia.

Em Brasília foi lançado o Portal de Estágios & Empregos do programa Ciência Sem Fronteiras.
O objetivo do portal (www.cienciasemfronteiras.gov.br/ee) é promover a integração dos bolsistas e ex-bolsistas com empresas do setor privado. Lista as vagas de estágios e empregos destinados aos profissionais qualificados já selecionados pelo programa Ciência sem Fronteiras.


O objetivo da iniciativa é atender instituições que fazem "ciência sob demanda". A modalidade tradicional de concessão de bolsas de estudo no exterior atende a pessoas vinculadas às universidades  alunos de graduação ou pós-graduação.

A criação da nova modalidade de concessão de bolsas de estudo no exterior contou com apoio e participação da ABDIB (Associação Brasileira da Indústria de Base), através do Programa de Educação Corporativa (EduCorp), cujo diretor é Fabio Aidar. "Estamos trabalhando fortemente para trazer a iniciativa privada para colaborar no esforço de expandir a concessão de bolsas de estudo e aumentar a participação dos brasileiros nos programas de desenvolvimento científico e tecnológico em universidades estrangeiras e essa iniciativa vai ajudar bastante", disse.

A Abdib levou aos ministérios e ao CNPq as demandas e as necessidades das empresas privadas para apoiar o programa Ciência sem Fronteiras, no caso, nas áreas de engenharia e infraestrutura. "Há grande interesse e disposição, pois as empresas estão cientes do desafio e da oportunidade diante delas".

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

YIjsiL