18/07/2018 (20:42)

Pneus, conheça a utilidade dos códigos inscritos nas laterais

Poucos usuários sabem e nem se interessam pelos códigos inscritos nas laterais dos pneus que colocam nos veículos e saem a rodar pelas rodovias. Em permanente contato com todo tipo de adversidade no solo, pneus são responsáveis pela estabilidade, conforto, segurança ao trafegar e sobretudo nos momentos de frenagem.

 

Por isso que é preciso observar especificações de uso recomendadas pelos fabricantes. Daí estar na lei a imposição de multas para os proprietários que colocam veículos a rodar com pneus carecas (sulcos menores que 1,6 milímetros) ou defeituosos.

Técnicos afirmam que o pneu rodando com menor pressão do que o indicado, faz o veículo perder aderência e força o motor, além de gastar mais combustível. Se tiver pressão a mais, cria instabilidade no automotor, desgasta mais os lados, torna-se vulnerável à penetração de objetos e a estouros.  Antes de sair de casa com o veículo, observe o estepe, que deve conter 5 libras a mais que o recomendado.

Códigos

Eis aqui os códigos e o significado de cada um.

Um pneu fica velho aos 5 anos de idade, quando a borracha se resseca. Por isso importante saber a data de fabricação, que está no número da identificação DOT. Assim 1612, significa que o pneu foi fabricado na 16ª semana de 2012.

Camos observar os códigos de um pneu comum: 175/70 R%$ 13 82 T.

175 é a medida da largura da banda de rodagem em milímetros. No caso são 175 milímetros (mm)

70 é o percentual da altura da lateral do pneu em relação à banda, no caso 70% da largura da banda ou  122,5 mm, aproximadamente

R significa que o pneu é radial

13 identifica o raio da roda em polegadas

82 é o código que mostra a capacidade de carga do pneu. No caso específico agüenta 475 quilos

T mostra a velocidade máxima segura de 190 km horários (km/h) que o pneu pode suportar. 

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

1O9bjk