16/08/2011 (13:46)

Brasil Cria Mais Universidades, Mas Existentes Precisam de Ajuda

Um confronto entre a realidade das universidades brasileiras em estado lastimável quando se fala em recursos humanos e materiais. Foram criadas mais 4

 

Apesar dos desafios históricos, o Governo central não resolve muitos problemas, entre os quais está o abandono dos hospitais-escola. Acabam de ser criadas (110815) a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) com sede na cidade de Marabá, onde hoje funciona um campus da Universidade Federal do Pará; Universidade Federal da Região do Cariri (UFRC), no Ceará, em Juazeiro do Norte (onde atualmente funciona o Campus Cariri que pertence à Universidade Federal do Ceará - UFCE). Também estão criadas no campus de Barreiras da Universidade Federal da Bahia (Ufba) a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufoba); a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFESBA), no município de Itabuna (ainda a ser aprovada pelo Congresso Nacional).

Ao todo, as 4 novas instituições de ensino terão 17 campi para atender a população dos respectivos estados, sendo que 12 deles ainda serão criados e cinco, transferidos de outras universidades já existentes. Além disso, 12 universidades federais de 11 estados vão receber 15 novos campi até 2014. Agora o Governo Federal tem sob responsabilidade 63 universidades em 47 campi.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), a expansão será concluída com a entrega das obras de expansão de 12 universidades federais que terão 20 novas unidades até 2012. Esses campi já estavam previstos na etapa anterior do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni).

Quem cuidou de ncontrará nos últimos anos, a desativação de várias escolas superiores e milhares de vagas. São cursos de graduação criados para atender interesses de "amigos" políticos e lucros empresariais.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

i9CT7m