17/07/2018 (18:53)

INCA ensina como reconhecer sinais de câncer na criança

Quando o organismo apresenta modificações por causa da agressão de uma doença grave como o câncer, sinais aparecem. Veja o que ensina o INCA. É importante que os pais fiquem atentos e, ao sinal de alguma anormalidade, levem os filhos ao pediatra para avaliação, orienta Wellington Mendes. Há sintomas relacionados a doenças comuns na infância.

 

Mas isso não deve ser motivo para evitar a ida da criança ao médico. Aliás, no tratamento do câncer infantil os especialistas de várias áreas têm papel igualmente importante, junto com enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, farmacêuticos, voluntários, etc.

 

Veja aqui alguns sinais que devem chamar atenção

dos pais e responsáveis, para a saúde da criança:



• Nas leucemias, pela invasão da medula óssea por células anormais, a criança se torna suscetível a infecções, pode ficar pálida, ter sangramentos e sentir dores ósseas


• No retinoblastoma, um sinal importante de manifestação é o chamado “reflexo do olho do gato”, que é o embranquecimento da pupila quando exposta à luz. Pode se apresentar, também, através de fotofobia ou estrabismo. Geralmente acomete crianças antes dos 3 anos de idade. Hoje a pesquisa desse reflexo poderá ser feita desde a fase de recém-nascido


• Algumas vezes os pais notam um aumento do volume ou uma massa no abdome, podendo tratar-se nesse caso, também, de um tumor de Wilms ou neuroblastoma


• Tumores sólidos podem se manifestar pela formação de massa, podendo ser visíveis ou não e causar dor nos membros, sintoma, por exemplo, freqüente no osteossarcoma (tumor no osso em crescimento), mais comum em adolescentes


• Tumor de sistema nervoso central tem como sintomas dor de cabeça, vômitos, alterações motoras, alterações de comportamento e paralisia de nervos.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

QvFEEH