03/06/2019 (21:10)

China já consegue reduzir poluição do ar e vai celebrar dia mundial

Unir comunidades do mundo, governos locais, gente famosa e produtores industriais para a causa da redução da poluição; é o que vai defender a ONU nas comemorações do dia do meio ambiente, 5 de junho. Zhao Yingmin, vice-ministro de Ecologia, anunciou que os maiores eventos de preservação para a data, já estão marcados para a China.

 

"Poluição do ar" é o tema de todos os eventos. Joyce Msuya, diretora-executiva interina da ONU Meio Ambiente, falou que por causa da poluição da atmosfera, morrem anualmente 7 milhões de seres humanos. Desse total, 4 milhões são vitimados na Ásia e região do Pacífico. Pediu dedicação às autoridades internacionais à união para explorar energias renováveis e tecnologias verdes.

"Queremos melhorar a qualidade do ar nas grandes cidades", afirmou a dirigente. Daí a escolha do território chinês para as comemorações em 2019. O principal momento do Dia Mundial do Meio Ambiente sedrá na ciade de Hangzhou, que fica na província de Zhenjiang.

Garante o Governo da China que serão promovidas atividades nas maiores cidades bem como Xangai e Pequim. que na Assembleia de Nairobi (Quênia) foi alvo de publicação de um relatório sobre poluição do ar nos últimos 20 anos. Boa informação é que os esforços oficiais aliados ao empresariado, começam surtir resultados bons; já ocorrendo redução dos índices de deterioração do ar.

“A China será uma grande anfitriã global das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente em 2019. O país demonstrou liderança no combate à poluição do ar internamente e, agora, pode ajudar a estimular outras partes do mundo a agirem. A poluição do ar é um desafio global e urgente que afeta a todos. A China irá, agora, liderar o impulso e estimular a ação global para salvar milhões de vidas”, declarou Joyce Msuya.

O País asiático, dotado de crescente setor de energias

verdes, emergiu como um líder climático. Metade dos

veículos elétricos e 99% dos ônibus elétricos do mundo

circulam dentro de suas fronteiras. Ao sediar o Dia Mundial

do Meio Ambiente em 2019, o governo chinês poderá mostrar

a inovação e avançar rumo a um ambiente mais limpo.

Relatório da ONU sobre poluição atmosférica na Ásia e no Pacífico, informa que a implementação de 25 políticas voltadas para tecnologias poderia resultar na redução de 20% das emissões globais de dióxido de carbono (CO2) e de 45% das emissões globais de metano, o que poderia impedir a elevação da temperatura global em até um terço de grau Celsius.

Um dia mundial pela causa

O Dia Mundial do Meio Ambiente é um evento mundial liderado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente que acontece todos os anos, no dia 5 de junho, e é comemorado por milhares de comunidades em todo o mundo. Desde que foi instaurado, em 1972, se tornou a maior celebração do nosso meio ambiente.

Segundo a ONU Meio Ambiente, 92% das pessoas em todo o mundo não respiram ar limpo; a poluição do ar custa à economia global 5 trilhões de dólares por ano; a poluição do solo pelo ozônio deverá reduzir os rendimentos de cultivos básicos em 26% até 2030.

Voz global pelo ambiente

A ONU Meio Ambiente é a principal voz global em temas ambientais. Ela promove liderança e encoraja parcerias para cuidar do meio ambiente, inspirando, informando e capacitando nações e pessoas a melhorarem a sua qualidade de vida sem comprometer a das futuras gerações.

A ONU Meio Ambiente trabalha com governos, com o setor privado, com a sociedade civil e com outras instituições das Nações Unidas e organizações internacionais pelo mundo

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

KTlAnL