05/01/2019 (02:09)

Aliança pela Saúde discute gestação e sexualidade, ter filhos ou não

Ter ou não filhos, sexualidade responsável, gestação segura, foram assuntos discutidos por "parceiros" do segmento empresarial com representantes do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), em São Paulo (181129). Foi um esforço de conscientização sobre métodos contraceptivos, prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e outros.

 

Discussões trataram do atual cenário da saúde e dos direitos sexuais e reprodutivos no Brasil. Diálogo reuniu empresas que integram uma coligação do UNFPA em prol de uma sexualidade segura, com gestações desejadas e decisões informadas sobre ter filhos ou não. Instituições debateram ainda parcerias e ações para 2019.

A Aliança pela Saúde e pelos Direitos Sexuais e Reprodutivos tem a participação das companhias MSD e Semina, mantenedoras das atividades, e das signatárias Magazine Luiza, Pantys e Grupo Accor. O evento em São Paulo também contou com a presença de representantes da Cabify e The Body Shop.

“Essa aliança é uma iniciativa pioneira em escala global. Temos diferentes empresas reunidas ao redor de uma pauta e estamos unindo esforços, desde a base, para avançar nessa pauta civilizatória”, afirmou o representante do UNFPA no Brasil, Jaime Nadal.

Durante a reunião, foram lembrados os avanços em 2018, como o lançamento da Campanha Ela Decide seu Presente e seu Futuro, em abril. Essa inciativa de conscientização difunde informações sobre métodos contraceptivos, prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), maternidade e paternidade no Brasil. O projeto tem o apoio de atrizes e influenciadoras digitais, como Juliana Alves, Bella Piero, JoutJout e Gabi Oliveira.

Outros destaques do encontro incluíram as novas adesões e apoio e a participação da aliança em diferentes eventos — de congressos de medicina a atividades com o setor privado e juventude.

Entre as estratégias discutidas para 2019, está o lançamento de um fundo para apoiar pequenos projetos ligados à pauta da saúde e direitos sexuais e reprodutivos. A campanha Ela Decide também vai ganhar novos materiais de divulgação.

Para conhecer mais sobre a aliança, clique aqui.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

sNUnZ5