26/11/2018 (20:55)

Exames precoces salvam os homens do câncer de próstata

Nível de PSA no sangue e toque retal, são os procedimentos adotados pela Medicina como identificadores do câncer de próstata. Quando as suspeitas tornam-se duvidosas, geralmente são realizados a ressonância magnética e a biópsia, esta última que tem certa demora para conclusão. Mas os homens devem também avaliar a própria fisiologia.

 

Quando o organismo começa oferecer algumas reações que saem da normalidade do dia-a-dia, a medida de prevenção é fundamental. Vai ao médico para contar o que está acontecendo e assim receber uma ajuda para tomar providências. No caso de perturbações na próstata, o sistema urinário pode mostrar inibição, tornando difícil urinar. Mas o próprio corpo tem uma fisiologia inteligente que indica ocorrências anormais no corpo.

Dizem os médicos que a descoberta quando a doença está começando é o melhor meio de prevenir que se instale e cause a morte. Nunca olhar o exame de toque retal com temor, é mostra de autodefesa, de proteção à própria saúde. Lembrem-se os que transferem esse exame por ingorânica, que é muito mais sofrido enfrentar a doença em estágio avançado e nesse caso, incerta a própria vida.

Sobre o câncer de próstata

Câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens

brasileiros, atrás apenas do câncer de pele. Apesar de ser

facilmente detectado por meio de exames indolores, a incidência

é alta: em 2018, o País registrará 68 mil novos casos e

13 mil mortes devem ocorrer, tendo como causa o tumor.

 

As chances de cura estão diretamente relacionadas ao estágio em que a doença for diagnosticada. Nos estágios iniciais da doença, quando está localizada e não apresenta metástase, é possível remover a próstata e as células cancerígenas, com grandes chances de cura. Estima-se que 90% dos casos podem ser curados se diagnosticados precocemente.

Após o diagnóstico positivo, o homem deve conversar com o médico e também procurar um oncologista de confiança, para que possam decidir juntos pelo melhor tratamento.

Há empenho de todos os segmentos sociais para que tenham consciência da importância da prevenção ao câncer de próstata e quaisquer tipos de doença. A campanha de 2017 alcançou 100 milhões de pessoas com mensagens semelhantes.

Marlene Oliveira, presidente e fundadora do LAL falou assim sobre esse movimento: "criamos o maior movimento em prol da saúde do homem no Brasil. O Novembro Azul foi abraçado por outras ONGs, empresas privadas, hospitais, governos e escolas. Tornou-se uma campanha de domínio público, o que reforça que o nosso trabalho gera valor para a sociedade. Nossos pilares são: prevenção, diagnóstico precoce, tratamento e apoio aos sobreviventes".

Para o Novembro Azul 2018, o LAL idealizou o cartão azul, apresentado pelo comentarista Arnaldo Cezar Coelho, que cedeu os direitos de imagem e o famoso bordão para a campanha que traz o alerta: "A regra é clara: Todo homem a partir dos 50 anos deve realizar os exames de diagnóstico precoce do câncer de próstata". O conceito foi desenvolvido pela agência 4/12 com elementos que remetem ao universo do futebol, como o árbitro e o cartão. Logo conquistou a mobilização da sociedade civil e da classe artística.

Fonte: Cristo Redentor - Nice Affonso

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

7BX92B