10/09/2018 (21:55)

Dívida da Petrobras cai de US$ 450 bilhões para US$ 69 bilhões

De US$ 450 bilhões negativos deixada por má administração dos governos até 2016, a Petrobras anunciou que em 2018 terá US$ 69 bilhões de dívida líquida quando chegar o último dia de dezembro. Presidente da Companhia, Ivan Monteiro, mostrou isso a investidores. Indicou que no primeiro semestre a estatal teve lucro de US$ 4,9 bilhões.

 

Já em 2017 a empresa brasileira de petróleo havia baixado a dívida para US$ 85 bilhões. Resultados mostram que foram superados os prejuízos de 2015 (US$ 8,6 bilhões) e 2016 (4,3 bilhões).

Monteiro afirmou que a companhia tem mantido uma administração com mais transparência, em sintonia com os interesses dos investidores. Outro detalhe é a política de preços alinhada com o mercado internacional e estratégia de proteção como operações de hedge para obter bons resultados.

Entre os fatos para justificar esse mecanismo de proteção por meio do mercado de capitais, citou a volatilidade cambial característica desse período de eleições para a sucessão presidencial no País e adventos climáticos externos que sempre pressionam as cotações dos derivados de petróleo.

Presidente informou que a empresa tem recebido equipes econômicas de candidatos à Presidência da República. Sem citar os nomes, revelou que a esses interlocutores têm sido repassadas dados do bom desempenho da estatal, entre os quais os que vêm sendo obtidos por meio da produção do pré-sal, que atingiu média diária de 1,38 milhão de barris, no primeiro semestre de 2018.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

Ie6aHh