16/08/2018 (21:28)

REPSOL faz acordo mundial para promover desenvolvimento sustentável

Já alcança 20 países o acordo entre a empresa espanhola de petróleo e gás Repsol e o PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). No segmento de produção petrolífera é uma cooperação inédita que pode atrair outras organizações multinacionais. O acordo deve estimular projetos em comunidades e a proteção dos direitos humanos.

 

A parceria fortalecerá comunidades locais nos esforços para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), respeito ao meio ambiente; progresso social e econômico. .

“Estamos comprometidos com o apoio aos países empenhados no uso sustentável dos recursos naturais, para transformar a riqueza deles em desenvolvimento sustentável”. É o que falou Marcos Neto, diretor do Centro Internacional de Istambul para o Setor Privado em Desenvolvimento Sustentável, do PNUD.

“Isso envolve trabalhar de perto com empresas para alinhar os investimentos delas aos ODS. Essa parceria global com a Repsol é uma oportunidade estimulante para fazer isso em escala”.

Fernando Ruiz, diretor de sustentabilidade da companhia espanhola, disse que a “Repsol considera o desenvolvimento sustentável um dos objetivos globais da empresa, e o acordo de cooperação com o PNUD demonstra nossos elevados padrões. Na importante parceria com as Nações Unidas, damos um passo adiante em nosso compromisso com as comunidades locais e o meio ambiente nos países onde estamos presentes”.

A parceria entre a Repsol e o PNUD tem duração inicial de 2 anos e foco em 4 áreas de

trabalho: intercâmbio de informação e análise para identificar potenciais projetos de

cooperação; envolvimento de atores da comunidade em diálogo participativo para

definir prioridades no desenvolvimento local; apoio a projetos concretos que garantam

o desenvolvimento sustentável; e compartilhamento de conhecimento e experiências

sobre como as indústrias extrativas podem apoiar o cumprimento dos ODS.

 

Esta não é a primeira vez que Repsol e PNUD atuam em parceria. As duas organizações já desenvolveram projetos em conjunto, como um programa de acesso a água em La Guajira e uma iniciativa de desenvolvimento comunitário em Cartagena (ambas na Colômbia) e uma ação de apoio a comunidades locais na Líbia.

Com a assinatura do acordo, a base para a cooperação entre as duas organizações se tornará global. Atualmente, as operações internacionais da Repsol e do PNUD têm os seguintes países em comum: Argélia, Aruba, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Gabão, Guiana, Indonésia, Iraque, Líbia, Malásia, México, Marrocos, Peru, Trinidad e Tobago, Venezuela e Vietnã.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

swxgqL