09/08/2018 (19:06)

Ex-presidente do Chile é agora alta comissária de direitos humanos

Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile, é agora Alta Comissária das Nações Unidas para Direitos Humanos. Foi indicada pelo secretário-geral da ONU, António Guterres que encaminhou o nome para ser analisado pelos 193 representantes de países que compõem a Assembleia Geral.

 

Bachelet acaba de encerrar o segundo mandato de 4 anos como presidente do Chile, cargo que ocupou pela primeira vez de 2006 a 2010, como a única mulher a dirigir o País. Depois do primeiro mandato, foi a Nova Iorque para ocupar o cargo de diretora-executiva da ONU Mulheres.

Bachelet exerceu ainda outras funções governamentais ao longo da carreira política, como ministra da Defesa e ministra da Saúde do Chile.

 

Alto-comissário é o principal posto das Nações Unidas para os direitos humanos

no Sistema ONU, e tem como objetivo fortalecer mecanismos de direitos humanos;

impulsionar a equidade; combater a discriminação em todas as suas formas;

fortalecer a responsabilização e o Estado de Direito; ampliar o espaço democrático

e proteger os mais vulneráveis de todas as formas de violações de direitos humanos.

 

O posto é atualmente ocupado por Zeid Ra’ad al-Hussein, que encerra mandato no fim de agosto de 2018, após mandato de 4 anos.

Com sede em Genebra, na Suíça, o ACNUDH atua para promover e proteger o exercício universal e total dos direitos humanos no mundo, como estabelecido pela Carta da ONU.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

W92TY4