16/03/2018 (22:45)

VAR, árbitro de vídeo, confirmado na Copa do Mundo e na Copa do Brasil

Experimentada há 2 anos e com margem de acerto de 99%, a tecnologia do árbitro de vídeo está confirmada na Copa do Mundo da Rússia. Mas a primeira competição a experimentar a inovação será a Copa do Brasil a partir dos jogos das quartas de final. Estudos confirmaram a utilidade dos auxiliares, que ficam instalados numa sala de onde corrigem erros.

 

Gianni Infantino, presidente da FIFA (Federação Internacional de Futebol Associado) anunciou a decisão de utilizar os árbitros auxiliares na Copa da Rússia, durante evento em Bogotá (Colômbia). Disse que a decisão é "histórica" e muito experimentada. lembrou que mudou de opinião por causa das avaliações durante 24 meses e foi convencido porque as "experiências funcionaram ".

Mostrou que a intervençãodos 4 árbitros na sala digital, será rápida e nunca

vai demorar mais do que 60 segundos para chegar à conclusão da paralisação.

E explicou deste modo: "Após fazer a análise de 1000 jogos, a perda de tempo

em média é de 1 minuto com o VAR. Em relação aos laterais cobrados, a cada

jogo, se perde 7 minutos. Então são muitos os aspectos positivos". 

"Tiveram situações contundentes. Sem o VAR, o árbitro comete um erro importante a cada t

rês jogos. Com o VAR, o árbitro comete um erro a cada 19 jogos. Isso é um fato.

A porcentagem de acerto sem o VAR é de 93%, com o VAR é de 99%".

Desde o dia 3 de março de 2018, a FIFA, junto com a International Board, já haviam decidido que o árbitro de vídeo começaria a ser usado. Só faltava o Conselho da Federação Internacional decidir se aplicaria a inovação na Copa de 2018. UEFA (União Europeia de Futebol Associado) não vai implementar a medida na Liga dos Campeões.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

wwLOHU