14/03/2018 (22:14)

Líderes de 11 países pedem mudança no uso da água para evitar a falta

Modificação na maneira como os habitantes da Terra se utilizam dos recursos hídricos, foi o que sugeriram (180314) representantes da Austrália, Hungria, Jordânia, Holanda, Peru, Ilhas Maurício, México, Bangladesh, África do Sul, Senegal e Tajiquistão. Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial, afirmou que os ecossistemas da vida estão em risco.

 

Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial,  afirmou que “os ecossistemas em que a vida se baseia estão todos em risco devido à forma como a água é usada.” Explicou que este trabalho foi feito no mais alto nível, com chefes de Estado e de governo, “porque o mundo não pode dar a água como garantida durante mais tempo.”

Painel de alto nível, foi realizado Nova York e representa uma nova agenda pedindo mudança na forma como o mundo usa os recursos hídricos. Documento tem o título “Faça cada gota contar: uma agenda de ação pela água” e inclui série de recomendações para resolver a crise da falta de água. A informação é da ONU News.

Ao receber a agenda na sede da ONU, o secretário-geral, António Guterres, disse que “os líderes mundiais reconhecem que o mundo enfrenta uma crise de água e que é preciso reavaliar como se valoriza e gere” este recurso. As recomendações do painel podem ajudar a proteger os recursos hídricos e tornar a água potável e condições sanitárias uma realidade para todos.” O documento alerta que 700 milhões de pessoas em todo o mundo correm risco de serem deslocadas devido à falta de água, até 2030.

Problema mundial

Em todo o planeta, 40% das pessoas são afetadas por falta de água e mais de 2 bilhões de pessoas bebem água insegura para consumo e 4,5 bilhões não têm acesso a serviços sanitários.

Autores da agenda pedem que se duplique o investimento em infraestruturas relacionadas com a água em 5 anos. "São necessárias abordagens inovadoras para tornar estes investimentos mais atrativos e resistentes a desastres naturais. ”

Em carta aberta, os membros do painel destacam que a água “é um dos maiores riscos globais para o progresso econômico,  paz e segurança, erradicação da pobreza e desenvolvimento sustentável. ”

Em todo o mundo, 80% da água usada é devolvida ao meio ambiente sem ser tratada. Cerca de 90% dos piores desastres naturais humanitários desde os anos 90 estiveram relacionados com a água, como cheias e secas.

Membros do Painel de Alto Nível sobre Água:

Ilhas Maurício (Copresidente)
Presidente, Sra. Ameenah Gurib-Fakim

México (Copresidente)
Presidente, Sr. Enrique Peña Nieto

Austrália
Primeiro-ministro, Sr. Malcolm Turnbull

Bangladesh
Primeiro-ministro, Sra. Sheikh Hasina

Hungria
Presidente, Sr. János Áder

Jordânia
Primeiro-ministro e ministro da Defesa, Sr. Hani Al-Mulki

Países Baixos
Primeiro-ministro, Sr. Mark Rutte

Peru
Presidente, Sr. Pedro Pablo Kuczynski Godard

África do Sul
Presidente, Sr. Jacob Zuma (membro até 14 de fevereiro de 2018)

Senegal
Presidente, Sr. Macky Sall

Tajiquistão
Presidente, Sr. Emomali Rahmon

Assessor Especial
Ex-primeiro-ministro da Coreia da Sul, Sr. Han Seung-soo

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

OIEtAX