02/03/2018 (10:41)

União Europeia faz acordo para atrair turistas do mundo

Fomentar o turismo sustentável, melhorar a integração, a conectividade e a tecnologia para estimular a criação de empregos e praticar a atividade na Europa. Estes são os interesses do acordo firmado (180228) entre a Organização Mundial de Turismo (UNWTO) e a União Europeia. Países do continente representam 671 milhões de chegadas.

 

Com 1,300 bilhão de viajantes, os países da Europa detêm mais de 50% desse acervo internacional, configurando-se como maior destino turístico do mundo. Em 2017 chegou ao crescimento de 8%, mais do que os planejadores esperavam. "Hoje somos sócios mais fortes em nosso trabalho, para obter, que o turismo e em particular o turismo cultural, seja motor de prosperidade, oportunidades e melhores meios de vida em toda a União Europeia". Palavras de Zurab Pololikashvili, secretário-geral da Organização.

Documento foi assinado em Bruxelas (Bélgica) onde Zurab reuniu-se com o Pesidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, a Comisaria europeia de Mercado Interior, Industria, Emprendimiento, Elżbieta Bieńkowska, o Vice-presidente da Comissão de Transporte eTurismo e responsável do grupo de trabalho de turismo, Istvan Ujhelyi e os representantes do Manifiesto Europeo de Turismo.

Boas práticas e intercâmbio de experiências, serão focos do trabalho das equipes

técnicas e das autoridades internacionais de turismo. Irão aproveitar as ações

oficiais do 2018, Ano Europeu do Patrimônio Cultural. Nos próximos 10 anos estão prevendo

a criação de mais de 5 milhões de postos de trabalho e o acréscimo de 2 milhões de turistas na Europa.

Setores estratégicos da economia serão impulsionados. Assim atentos os segmentos de transportes, comércio, artigos de luxo, agroalimentação, construção naval, indústria da criação e cultural. "Não adianta ficar esperando. Temos que trabalhar, incluo aqui a UNWTO, para melhorar a nossa competitividade e capacidade de atuação, enfrentar desafios do mundo digital, e promover a Europa como destino número um do mundo". Assim falou Tajani, presidente do Parlamento da UE.

A China está integrada a esses esforços para melhorar a indústria. Em 2017 foram 12,4 milhões os chineses que estiveram em algum lugar da Europa. Países europeus querem ampliar essa relação com a China.

 

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

X3P4cK