26/02/2018 (20:37)

Dívida externa do Brasil cresce e chega a US$ 684,6 bilhões em janeiro

US$ 684,6 bilhões é quanto chegou o estoque da dívida externa do Brasil no mês de janeiro de 2017. Na informação do Banco Central, encontram-se especificações e a indicação de que o crescimento9 de dezembro para o primeiro mês do ano, foi de US$ 14,7 bilhões.

 

Do total destacado pelo Banco Central, as divisões por segmentos estão especificadas pelos técnicos brasileiros. Esse estoque é composto por instrumentos de dívida externa emitidos no mercado internacional, da seguinte forma:

US$313,9 bilhões;

operações intercompanhia,

US$236,3 bilhões;

títulos de renda fixa negociados no mercado doméstico e detidos por não residentes, US$134,4 bilhões.

 

Em relação à posição estimada de dezembro de 2017, o endividamento externo total cresceu US$14,7 bilhões no mês, dos quais US$11,6 bilhões relativos a títulos de renda fixa negociados no mercado doméstico e denominados em reais. Parcela relevante dessa expansão deveu-se à variação cambial.

 

Reservas internacionais

 

Informe do Banco Central exibe ainda a posição das reservas internacionais. Em janeiro, as reservas internacionais no conceito caixa, totalizaram US$ 375,7 bilhões. Isso representa aumento de US$ 1,7 bilhão, decorrente, em grande parte, de variações por paridades que somaram US$ 2,4 bilhões.

A receita de remuneração das reservas atingiu US$ 367 milhões no mês, e as variações por preços contribuíram para reduzir o estoque em US$ 1,3 bilhão. No conceito liquidez, incluindo ativos decorrentes de operações de linhas com recompra, o estoque de reservas somou US$ 383,7 bilhões em janeiro.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

BRJArt