20/02/2018 (10:11)

Venezuelanos pediram mais de 20 mil vistos e Brasil já concedeu 8 mil

Média de ingresso diário pela fronteira da Venezuela com o Brasil, em Roraima, chega perto de 900. Já (180218) há 24 mil pedidos de asilo e pouco mais de 8 mil concedidos. Na capital do Estado brasileiro, estão espalhados por ruas e praças, em torno de 41 mil cidadãos do País vizinho que ingressaram de forma precária e sobrevivem com ajuda local.

 

Filippo Grandi, alto comissário da ONU para refugiados, encontra-se em Brasília (180220) dialogando com autoridades, inclusive o presidente Michel Temer. Governo brasileiro planeja há meses uma resposta humanitária que culminou (180219) com a declaração de estado de emergência na região. Com esta medida será possível alocar recursos de toda ordem para ajudar os refugiados do governo de Nicolás Maduro.

Com a coordenação do ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados), representantes de 36 países da América Latina e Caribe, estão definindo políticas de atenção aos afetados pelas guerras e perseguições. O momento é de dificuldade econômica em quase todos os estados internacionais e por isso o dirigente do Alto Comissariado pretende pedir ajuda mundial por mais recursos. mas o problema da entidade da ONU é monumental, porque mil pessoas são apenas 1% de todos os refugiados que vivem precariamente pelo mundo.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

oq35rl