27/01/2018 (19:13)

Acidentes de trânsito matam 1,25 milhão por ano. Só educação resolve.

Mais de 1,25 milhão de pessoas morrem todo ano em acidentes de trânsito. São indivíduos em plena capacidade de produção e formação para a vida, com idades entre 15 e 29 anos. Maior índice de ocorrências, 90%, está em países de média e baixa renda, apesar de ali transitarem 54% dos veículos do mundo. Dados são da OMS, Organização Mundial da Saúde.

 

Pedestres, ciclistas e motociclistas formam esse contingente de vítimas. E na maioria dos países pobres ou em desenvolvimento, a educação vem sendo trocada pelas multas e punição  criminal. Autoridades não querem atender aos apelos dos profissionais e experts, que consideram a estratégia errônea, demonstrada ao longo dos últimos anos.

Acidentes de trânsito rodoviário custam para a maioria dos países 3% do seu Produto Interno

Bruto (PIB). Até 2030, os acidentes  no trânsito poderão se tornar a sétima principal causa de

morte. Por isso que a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável recentemente

estabeleceu um objetivo ambicioso de reduzir pela metade o número global de mortes

e feridos por acidentes rodoviários, até 2020.

Em 2011, as Nações Unidas lançaram a Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020), na qual governos de todo o mundo se comprometem a tomar novas medidas para prevenir os acidentes no trânsito. Saiba mais aqui.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

sAco8U