06/01/2018 (13:42)

Planta amazônica pode ser usada contra mosquito da dengue

Piper aduncum, este é o nome de uma planta da Amazônia Ocidental, cujas propriedades poderão oferecer um extrato para combater o mosquito Aedes aegypti, que transmite doenças como dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus. Descoberta está sendo desenvolvida pela Embrapa Amazônia Ocidental e o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA)

 

Alto teor de dilapiol, é a primeira conclusão sobre o vegetal. Trata-se de uma

substância com efeito inseticida já conhecido. É definida na química como um

fenilpropanoide e vem sendo testada em vários estudos científicos. A Piper

aduncum tem demonstrado também atividade fungicida, moluscida,

acaricida, bactericida e larvicida, para diversos organismos.

Ana Cristina da Silva Pinto, pesquisadora em Manaus (Amazonas), mostra que o estudo com piperáceas já apresenta resultados promissores. Entre esses está elaboração de derivados semissintéticos obtidos de princípios ativos isolados da planta Piper aduncum.

Desde 2002, Ana Pinto vinha trabalhando com piperáceas no mestrado em Química de Produtos Naturais e no doutorado em Biotecnologia, finalizado em 2008, ambos cursados na Universidade Federal do Amazonas (Ufam). 

Teve como orientador o pesquisador Adrian Pohlit, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA)  doutor em química, e com a co-orientação do pesquisador do Inpa Wanderli Tadei, doutor em ciências biológicas, e do pesquisador da Embrapa Amazônia Ocidental, Célio Chaves, doutor em agronomia que trabalha com plantas medicinais. 

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

fG1a2C