22/11/2017 (11:56)

Transporte aéreo de cargas aumenta 25,7% em 2017

Transporte de cargas via aérea aumentou 22,8% no mês de outubro de 2017 (sobre setembro). Este é o dado surpreendente da economia brasileira, mostrado no relatório de demanda e oferta, da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil). Foram transportadas 21.960 toneladas. Fica mais otimista a referência que marca 25,7% nos 10 meses do ano.

 

Documento (que pode ser encontrado na seção Dados e Estatísticas do portal da ANAC na internet ou por meio deste link: Demanda e Oferta do Transporte Aéreo) mostra que o transporte de carga paga e correio no Brasil aumentou 5,7% em outubro. É a terceira alta seguida, com total de 37.800 toneladas, embora no ano ai9nda haja reflexos da economia em recuperação: crescimento de 0,5%.

Companhias aéreas exibem certa vitalidade quanto ao transporte de passageiros (ver o quadro de índices), que fez alta de 7,8% com um total de 7,8 milhões em outubro. Diz a ANAC ser este o maior número de passageiros quilômetros pagos transportados (RPK) desde que começarem ser computados os índices em 2000.

 

 

 

 

 

Gol e Latam absorveram, respectivamente, 35,9% e 33,3% do RPK no País. Azul que continua crescendo em função de políticas de atendimento e investimentos, já está com 16,7% e a Avianca, 13,6%. Lembra ainda o documento da Agência, que a taxa de aproveitamento de assentos das aeronaves no mercado doméstico foi de 83,3%, alta de 5,2% em relação ao mesmo mês de 2016. Esse é o terceiro aumento seguido no indicador e o maior nível registrado para outubro na série histórica. O aproveitamento nos 10 primeiros meses do ano foi de 81,2%, com variação positiva de 1,7% em relação ao mesmo período de 2016.

No cenário internacional o crescimento foi de 6,2% em outubro, perfazendo a tendência por 13 meses seguidos. No ano de 2017 a demanda teve alta de 12,8% e a oferta, de 10,6%. A participação no mercado internacional em outubro, considerando apenas as empresas brasileiras, foi liderada pela Latam, com 71,1%, seguida pela Azul, 12,3%, Gol, 10,3% e Avianca, com 6,4%..

 

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

RODERu