13/03/2018 (20:21)

Marrilo, a viola satânica de Thomas, o roqueiro. Ouça o CD aqui.

Entes libertadores, rebeldes, tomam conta de Thomas Jefferson quando abraça uma das violas que possui no acervo de instrumentos de cordas, tidos como relíquias no “home studio” de Curitiba. Em uma longa caminhada pelas estradas da vida, dividiu o palco com lendas do rock’n roll como Motörhead, Deep Purple, Glenn Hughes, Nazareth, Kiss e Iron Maden.

 

Participou de shows com Suicidal Tendencies, Biohazard, Sepultura, Guns`n`Roses, Twisted Sister entre outros.

 

Em meio a tempestades criativas, e, para satisfazer os mais impressionados e supersticiosos, criou um ente antagônico que chama de “Marrilo”.

 

Nome artístico e também título dado ao primeiro disco do gênero, surgiu nas andanças musicais pelo País. Trata-se de uma gíria externada por alguém. É o cara que tem pegada forte, bom partido e pai de família. “Gostei do nome agora ele é meu!!!”

 

Afeito à garra do rock’n roll, o músico vinha desde criança, prestando a melhor atenção ao som dos violeiros históricos como Tião Carreiro, Goiano, Bambico e Almir Sater.

“Tião Carreiro foi meu mentor na viola, me ajudou muito com suas músicas, tanto na parte musical, como em minha vida com suas letras, deixando ainda mais forte e evidente a educação que tive de meus pais. Eles sempre tinham razão em seus conselhos, os verdadeiros valores da família e o papel de um homem nela”

Parece que estava no sangue o fervor pela viola, um instrumento que considera tão enfático quanto a guitarra e o rock’n roll. “A viola é um instrumento líder como o acordeon e, um pouco mais refinada que a guitarra”.

 

Tal como aquele famoso blues man que encontrou o som numa encruzilhada, Marrilo teve uma apresentação inédita à viola. Um amigo pegou o violão muito velho, abandonado, e o adaptou com tarraxas apropriadas. “Não era viola; era um robô”.

 

Fiquei encantado com aquele instrumento e o confisquei alguns dias, emprestado. Como um milagre, me veio à mente a música “Brincando de criança”. Esse primeiro “filho” teve dedicada atenção, foi cuidado, arranjado e orquestrado. É uma das peças instrumentais do CD que está no mercado.

 

Apegado a ideias impossíveis, com a filosofia de perseguir o próprio mundo com “força e fé”, começou a compor. “Mas você é do rock’n roll, cara?!” Era a indagação frequente, como que descrendo no projeto que o músico enfrenta como alimento da alma. Um desses desafiadores do que existe, Marrilo não quis saber de negativismo para o projeto autoral que iniciara.

 

“Cada um vive o seu mundo. Temos que perseguir o nosso”. Já com as violas modernas e diferentes afinações agregado a poderosos violões sendo um deles deixado pelo pai Jerônimo S. Vaz, turbinou letras e músicas.

 

São músicas que falam da própria história de vida, assim como está em “Estrela guia” (veja a letra) que levou duros 12 meses para terminar. Há romances proibidos, guerras de família, conflitos sanguinolentos e, o principal ingrediente da vida, o amor.

 

Moderno e intrigante, o autor denuncia o machismo e mostra a filosofia das coisas. Considera que “Viola e rock’n roll, fluem a mesma energia de ritmo forte e orgânico. Sou isso! Agrego ambas. Meu universo está nessa fusão”. Foca no que chama de “Universo Marrilo” praticando os estilos sem esquecer de onde veio.

 

E em “Viola satânica” (veja a letra) não há nada de pacto com o diabo, como a conhecida história musical. Tema comum nas criações de violeiros, também invoca um acordo com o mal, sequioso de vingança. Mas o bom coração fez o personagem arrepender-se. E o que salvou foi o amor da mulher que era verdadeiro e puro. E a partir daquele momento virou “Viola divina”.

 

Pode acreditar; é uma história bem comovente, arranjada para viola, violão e banda, também vertida para outros idiomas.

 

O primeiro CD pode ser encontrado nos seguintes endereços:

Site:www.marrilo.com.br

e-mail: marrilovioleiro@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/MarriloVioleiro

Instagram:@marrilovioleiro

 

 Veja matéria especial sobre o músico, no jornalístico da WEB:

www.noticiario.com.br

 

 

 

Estrela Guia

Autor: Thomas Jefferson

Vento derruba as porteiras

E varre a imensidão

Levantando a poeira

Em tempos de escuridão

 

Não é só briga de raças

Por terras ou religião

È mistura de sangue

Proibida por anciões

Inocente era o desejo

Criado por dois corações

Confrontos entre famílias

E o final

Com sangue nas mãos

 

Separados por intrigas

E a força da imposição

O amor não tem fronteiras

Quando toca seu coração

 

E o vento que soprou se vai

Um passado que ficou pra trás

Pra esqueceeee eeee eeeer

Vou te encontrar

Vou te seguir

O brilho dos seus olhos

São como estrelas pra mim

 

Vou te encontrar

Preste atenção

As lágrimas saem dos olhos

E as palavras do coração

Do meu Coração

 

 

VIOLA SATÂNICA

Autor : Thomas Jefferson

 

Certo dia um índio veio

Chegou e sentou ao meu lado

Me falando de histórias

Dos violeiro afamado

Se pega uma velha estrada sentido rio abaixo

Em noite de lua cheia se acha o caminho fácil

 

E no pé da figueira

Um cabocro encapuzado

Sujeito muito falante não se fez de arrogado

Se quer da viola ser rei nós vamos fazer um trato

 

Cascavé de baixo da cama enrodia coral nos braço

Nada disto é preciso só faça a coisa por passo

Chegue na multidão e deste jeito lhe peça  

Cantem junto comigo que é pra alegrar a festa

 

Viooooolaaaaa satânica  

                                           2x

Viooooolaaaaa satânica  

 

Dando certo o feitiço do chão chegou a nobreza

O baú se encheu de ouro e na viola destreza

A fama se espaiou pelos quatro cantos da praça

Mas seu velho pai lhe falou não existe nada de graça

 

Passaram-se alguns anos, alegria virou tristeza

O dia já virou noite, chegou a sua sentença

Sua alma eu vim buscar, vamos para as profundezas

 

Mas um raio de esperança, iluminou a escuridão

Um beijo de amor sincero, com verdade de coração

Me libertou do tinhoso, prendendo as suas mãos

Agora cantem comigo, esta nova canção

 

Viooooolaaaaa DIVINA  

                                           2x

Viooooolaaaaa DIVINA

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

a9PAzD