28/07/2017 (21:53)

Crise afeta negócios aeroportuários. Viracopos é devolvido ao Governo

Depois das dificuldades enfrentadas pelo Aeroporto do Galeão que foi repassado à HNA, da China, também o Aeroporto de Viracopos, em Campinas (São Paulo) está sendo devolvido ao Governo. Projeções erradas tornaram negócio deficitário. Dos 18 milhões de passageiros previstos para 2016, passaram apenas menos que 9 milhões. Cargas também deram prejuízo

 

Diversos revezes vinham enfrentando os participantes do consórcio, a Concessionária Aeroportos Brasil Viracopos (ABV). O segmento de cargas não conseguiu transpórtar mais do que 166 mil toneladas, quando esperava pelo menos 3 vezes mais. As tarifas tornaram-se inviáveis e uma organização parceira foi envolvida no processo da "lava jato" e está emn recuperação judicial. Tem que pagar uma dívida de R$ 375 milhões.

Até o governo lançar um novo edital de licitação para encontrar outros investidores, a concessionária continua administrando o terminal. A decisão foi tomada (170728) depois de reunião entre os acionistas em virtude da dívida de R$ 460 milhões relacionada às outorgas devidas ao governo federal.

Em nota, a ABV diz que o processo amigável de licitação quer garantir a adequada continuidade da prestação dos serviços aos usuários. “A ABV acredita que a relicitação, construída em conjunto com CPP [Conselho do Programa de Parcerias de Investimento}, Anac [Agência Nacional de Aviação Civil] e TCU [Tribunal de Contas da União], é a alternativa mais adequada para que o aeroporto mantenha a qualidade e a continuidade dos serviços prestados aos usuários", acrescenta a nota. Segundo a nota da ABV, a escolha dessa alternativa visa garantir a atuação dos funcionários e também o relacionamento com fornecedores e parceiros.

 

De acordo com a ABV, a concessionária já investiu mais de R$ 3 bilhões no novo

terminal de passageiros, que tem capacidade para atender a até 25 milhões

de passageiros por ano, tem 28 pontes de embarque, sete novas posições

remotas de estacionamento de aeronaves, um edifício-garagem,

três pátios de aeronaves, pistas de taxiamento e uma nova via de acesso ao aeroporto.

 

Viracopos foi eleito, após a concessão, o melhor aeroporto de passageiros do Brasil por quatro vezes e o segundo melhor aeroporto de carga do mundo.

A ABV informou ainda que Viracopos teve movimentação registrada de 9,3 milhões, o que corresponde a 52% da projeção inicial. “Impactada pelos efeitos da grave crise macroeconômica pela qual o Brasil tem passado, a movimentação de cargas foi de 166 mil toneladas em 2016, ante as 409 mil toneladas projetadas no mesmo estudo, ou seja, 40% do esperado.”

 

A despeito desses problemas com os aeroportos mais visados no Brasil,

o programa de concessão prossegue e na opinião do Governo, com êxito.

Agora mesmo foram concedidos os aeroportos de Porto Alegre (Rio Grande do Sul),

Fortaleza (Ceará), Salvador (Bahia) e Florianópolis (Santa Catarina).  

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

jxEyn3