20/05/2017 (20:48)

Pluralidade cultural do mundo está em risco por extremistas violentos

Pluralidade cultural do mundo está sob ameaça. Alerta é de Irina Bukova, diretora-geral da UNESCO justo no Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento. Referência se deve à destruição de centenas de patrimônios históricos, por grupos "extremistas violentos" com a justificativa de enfraquecer vínculos históricos e humanos.

 

Bukova também chamou atenção para outros riscos que põem em perigo a variedade de modos de vida e a preservação da cultura do passado. “Em outro âmbito, o desenvolvimento urbano sem controle ameaça padronizar nossas cidades, reduzindo sua diversidade e sua identidade social.”

A chefe da UNESCO descreveu a data como uma oportunidade para que o mundo celebre o rico patrimônio imaterial da humanidade. A ocasião também deve inspirar nações a “reafirmar o nosso compromisso para a construção de um mundo mais pacífico, fundamentado nos valores da compreensão mútua”.]

Tomando como base
os direitos humanos,
a UNESCO acredita
que as nossas diferenças
e a nossa diversidade
nos tornam mais fortes.

“Assim como a diversidade natural é vital para sustentar os ecossistemas, a diversidade cultural é a essência de sociedades vibrantes. A diversidade cultural fornece ideias e perspectivas novas que enriquecem a nossa vida de inúmeras formas, o que nos permite crescer e prosperar juntos”, enfatizou Bokova.

Segundo a diretora da agência da ONU, abraçar as diferenças traz benefícios para todos. “Uma sala de aula culturalmente diversa é não apenas mais inclusiva, mas também estimula a aprendizagem e os resultados dos estudantes. Um local de trabalho culturalmente diverso é não apenas mais inovador, mas também mais produtivo e economicamente rentável.”

Bokova acrescentou ainda que o respeito à diversidade cultural é essencial para estimular o diálogo intercultural, o desenvolvimento sustentável e a paz. “Tomando como base os direitos humanos, a UNESCO acredita que as nossas diferenças e a nossa diversidade nos tornam mais fortes”, defendeu.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

2D6exv