03/05/2017 (22:01)

Agência de Energia Atômica diz que Coreia do Norte preocupa

"Extremamente preocupante". Assim define Yukiya Amano, diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), conjuntura bélica exposta pela Coreia do Norte. Já foram realizados pelo menos 2 testes com ogivas nucleares e lançados misseis capazes de atingir territórios vizinhos do Japão e Coreia do Sul. Evoluções mostram perigo potencial.

 

“Sem acesso direto a locais relevantes, a Agência não pode confirmar o status operacional das instalações nucleares” do Estado, acrescentou o diretor do organismo internacional. “Mas todos os indícios sugerem que a Coreia do Norte está progredindo com seu programa nuclear.”

No encontro do Comitê Preparatório para a Revisão de 2020 da Conferência das Partes do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares, Amano fez “apelo à Coreia do Norte para que cumpra plenamente com suas obrigações definidas por resoluções do Conselho de Segurança, para que coopere com a Agência na implementação dos acordos de salvaguarda do NPT e para que resolva todas as questões pendentes. Nossos inspetores permanecem prontos para retornar à Coreia do Norte a curto prazo, se os desdobramentos políticos tornarem isso possível”.

Em 2003, a Coreia do Norte se retirou do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (NPT). Seis anos depois, inspetores da AIEA tiveram de deixar o País. “No entanto, a AIEA continua a trabalhar duro para coletar e avaliar informações sobre o programa nuclear da Coreia do Norte, incluindo através do monitoramento de imagens de satélite, bem como recorrendo a informações de fontes abertas e relativas a trocas comerciais”, explicou Amano.

 

Fonte: AIEA

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

hDxIDi