13/10/2016 (11:13)

Bob Dylan ganha Prêmio Nobel de Literatura

Bob Dylan é o novo ganhador do Prêmio Nobel de Literatura, pela Academia de Ciências da Suécia. Surpreendente, a decisão tornou-se espécie de unanimidade, apesar da personalidade controversa do astro norte americano. Merecida, a honraria destaca o literato musical, poeta, ator, pintor, profeta, mártir, cristão renascido, marginal e instrumentista.

 

Nobel atribuiu a principal premiação pelas "novas expressões musicais" do artista, que recebe muitas críticas negativas pelas excêntricas exigências que faz. Nada de humildade, o criador de canções eternas, deve inbflar-se ainda mais e com razão. Ninguém até hoje na condição de músico, recebeu um Prêmio Nobel.

Nascido em 1941 (em Minnesota, EUA), Dylan segue sendo atual e cada sopro que dá, levanta um tufão no cenário musical e da indústria da música.

No cinema o premiado destaca-se em 2 filmes, dos muitos que participa. Um é "Bob Dylan and friends" onde reune-se com nada menos que os Rolling Stones e é intenso com Ron Wood, canta com Eric Clapton e Steve Wonder. Outro filme é "Bob Dylan retratado em 6 fases".

Dylan faz show (dia 13 de outubro de 2016) em Las Vegas.

 

No Brasil em 16 de abril de 2012,

Dylan foi tratado assim por "noticiario"

 

Bob Dylan mostra ignorância e

exige demais. Brasileiro não pede bis.

Bob Dylan acha que está com tudo. Antes de chegar ao Brasil vetou contato com jornalistas e fez exigências demais em todo lugar onde estaria.

Parece que muitos brasileiros exercitaram autocrítica e viraram as costas para o velho que mostrou ignorância e preconceito. No primeiro show que faz cobrando muito caro por um ingresso, era possível notar grandes áreas de cadeiras vazias.

Mas o exercício da crítica foi mais além. Dylan de sorriso sarcástico e desdenhoso, não recebeu aplausos pedindo bis. Pode ser assim em toda a circulada pelo País, caso o rançoso músico não mude o caráter.

Agora está sendo programada outra visita

que os jornalistas menos criteriosos no uso

do espaço, costumam badalar. É madona.

Quer cobrar até R$ 870 por um ingresso.

Com a crise da economia nos EUA e o empobrecimento dos ricos de há pouco, esses figurões antipáticos resolveram programar o Brasil. Esperamos que a consciência dos brasileiros saiba escolher quem e quanto valem.

Quanto a Dylan, boa viagem e adeus para nunca mais, pois já passou há muito.

 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

Comente esta notícia 

 

H4biug