Herdeiro da Arábia Saudita anuncia The Line, a cidade sem carros

 

Príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, anuncia cidade sem carros. Foto Saudi Royal Court, Reuters
11-01-2021 23:34:28 (92 acessos)
"The Line", na região do Neom, Arábia Saudita. Está será uma cidade revolucionária, destinada a privilegiar a saúde ecológica, a primeira do mundo que não terá rodovias e nem veículos. Será um ambiente com "zero carros, zero estradas, zero emissões de CO²." É o que garantiu o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, empenhado em incentivar o desenvolvimento da região noroeste do País, qu7e é o maior produtor e exportador mundial de petróleo

"Como presidente da direção da Neom, apresento "The Line", uma cidade que pode acomodar 1 milhão de habitantes, tem 170 quilômetros de comprimento e preservará 95% das áreas naturais", anunciou o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman em comunicado transmitido na televisão.

"Não haverá carros, estradas e terá emissões zero de carbono", acrescentou o líder do País, que é a maior economia do mundo árabe, mas regularmente classificada entre os estados mais poluidores do mundo.

"Devemos transformar as cidades em cidades do futuro", disse, referindo-se a uma "revolução civilizacional".

Uma região futurista e turística, Neom está na lista dos muitos megaprojetos em curso para diversificar a economia da Arábia Saudita, que depende fortemente da exportação do petróleo.

Quanto a detalhes do projeto, só serão divulgados mais tarde, assegurou o príncipe Mohammed bin Salman, antes de mostrar imagens computorizadas da "linha" e paisagens de desertos primitivos e mares azuis.

A cidade pensada para pedestres, terá serviços como escolas e centros de saúde, bem como espaços verdes e transportes públicos de alta velocidade, que não fazem mais de 20 minutos de viagem, de acordo com um comunicado de imprensa.

O novo centro urbano será também baseado em tecnologias de inteligência artificial (IA) e "equipamento de baixo impacto de carbono, alimentado a 100% por energia renovável".

A construção da "The Line" está começando no primeiro trimestre de 2021 e será financiada pelo Fundo Saudita de Investimento Público (PIF), principal instrumento da política de diversificação econômica do País.

O projeto vai criar 380 mil empregos e a a contribuição para o Produto Interno Bruto está estimada em 180 bilhões de riyals (moeda da Arábia Saudita, mais de 39 bilhões de euros) até 2030. Estas informações foram veiculadas por um comunicado da Casa Real Saudita.

 

Fonte:
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

9Shr2