Turismo no Brasil perde 33, 6% de janeiro a agosto de 2020

 

Esforco para retomar lucros com turismo comecou no Rio de Janeiro. Bondinho. Foto AgBr, Tomaz Silva
22-10-2020 00:53:19 (162 acessos)
Queda nas viagens aéreas, nos serviços de alimentação e hospedagem, elevaram, as perdas do setor de turismo no Brasil a um índice de 33,6% no mopvimento0 de janeiro a agosto de 2020. Empresas do segmento conseguiram faturar R$ 70,4 bilhões, conforme anunciou (20201021) a Fecomércio de São Paulo (Federação do Comércio de São Paulo), baseada em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E o desafio segue para os meses finais do ano apesar do arrojo dos empreendedores.

No período analisado, o resultado negativo do setor foi puxado principalmente pela queda nas viagens aéreas (retração de 68,8%) e pelos serviços de hospedagem e alimentação (diminuição de 43,2%). Atividades culturais, recreativas e esportivas também apresentaram redução relevante, de 33,3%, de janeiro a agosto de 2020.

“Apesar dos resultados, o setor tem motivos para ficar mais otimista com os próximos meses: além da saída gradativa do isolamento, como se viu nos feriados nacionais de setembro e outubro, muitas operadoras de turismo brasileiras já têm pacotes fechados para o primeiro semestre de 2021”, destacou a Fecomercio-SP.

A entidade ressaltou, no entanto, que os empresários do setor devem ser transparentes com seus clientes sobre as condições das viagens, informando as condições das operações de restaurantes, comércio e serviços, assim como sobre a estrutura médica disponível em cada destino. 

 

Fonte:
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

GcE75