Brasileiros da China estão isolados 18 dias na Base Aérea de Anápolis
Militares, 9 homens e 4 mulheres, fizeram o resgate na China. Foto Agencia Brasil,  Marcelo Camargo
09-02-2020 06:23:46 (102 acessos)
Oriundos de Wuhan (China), 61 brasileiros começaram confinamento de 18 dias na Base Aérea de Anápolis (Goiás), 148,7 quilômetros (km) de Brasília. São 37 pessoas que trabalhavam na região, bem como 3 diplomatas. Outras 24 executaram a operação em atividades militares (9 homens e 4 mulheres), médicas e jornalísticas, a exemplo do cinegrafista da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Com o rigor sanitário. visitas estão proibidas; uso de máscaras é obrigatório e tudo o que é usado é descartado.

Aposentos numa área de 900 metros quadrados (m2) funcionam como hotel de boa classificação, até serviço 24 horas. Pais que trouxeram filhos pequenos até os 12 anos de idade, podem repousar nos mesmos quartos. Recebem atendimento médico e odontológico gratuito e 6 refeições diárias.

Para as crianças tem a brinquedoteca e uma sala de cinema para ser usada também como auditório coletivo, na área externa do hotel. O uso de internet também está liberado, com rede wifi.

Comunidade anapolense está sendo beneficiada com a implantação do Laboratório Central de Goiás. Vai executar atividades iguais ao nível de excelência da Fundação Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro; do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo; e, do Instituto Evandro Chagas, no Pará.

Além da atuação do presidente da República, Jair Bolsonaro, a organização foi decidida pelos ministros da Defesa, Fernando Azevedo, e da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, além do governador do Estado, Ronaldo Caiado, e o prefeito de Anápolis, Roberto Naves.

Para chegar ao destino brasileiro às 6:12 horas (20200209), a equipe de resgate cumpriu escalas técnicas de reabastecimento em Ürumqi, na China; Varsóvia, na Polônia; Las Palmas, na Espanha; e, Fortaleza, no Brasil. Em Varsóvia, ficaram 4 cidadãos poloneses e 1 chinesa. Esta operação exigiu autorizção especial  do Presidente brasileiro.

Uma visão geral mostra uma das salas que hospedará cidadãos brasileiros vindos da cidade chinesa de Wuhan, na base da Força Aérea de Anápolis, Estado de Goiás, Brasil, 7 de fevereiro de 2020. REUTERS / Adriano Machado

Aposentos de brasileiros vindos de Wuhan, China - Reuters/Adriano Machado/Agência Brasil

 

Roberto Naves, prefeito de Anápolis, procurou tranquilizar a população da cidade afastando qualquer risco de contaminação. "A população anapolina pode ficar tranquila. As pessoas estão isoladas, em quarentena, inclusive as que tiverem contato. Há toda uma estrutura montada, exigências rigorosas monitoradas diuturnamente; preocupação até quanto as roupas que essas pessoas usam".

 

Fonte: Agência Brasil
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

NRwaj